Maxiverso
CRÔNICASDiversidadesEsporteOUTROSO São Paulo já foi rebaixado?
CAS

O São Paulo já foi rebaixado?

Afinal de contas, o São Paulo caiu para a segunda divisão no Campeonato Paulista de 1990, ou não? Para elucidarmos essa questão, transcrevemos aqui o relato de um possível do julgamento do caso, que poderia perfeitamente ocorrer na Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, Suíça, por ocasião de uma acusação formalizada pela Promotoria Clubísmica do Brasil contra o São Paulo Futebol Clube.

  • As partes envolvidas:

SPFC1990r-218x300 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Bom dia a todos. Declaro aberta a sessão. Sou o Juiz da CAS e responsável pelo presente julgamento. Identifiquem-se as partes.

Acusação – Bom dia meritíssimo. Sou o Dr. Palestrino Curinto dos Santos, Promotor Sênior de Clubismo, represento a Promotoria Clubísmica do Brasil, organização informal, integrada por torcedores rivais, que tem por objetivo difundir verdades típicas de clubismo sobre determinadas instituições esportivas do nosso país, com o objetivo de proporcionar a algumas torcidas motivos para tirar sarro de torcedores rivais.

Defesa – Bom dia meritíssimo. Sou o Dr. Leônidas Falcão Careca Raí Ceni de Santana, advogado de defesa do réu nesse julgamento, o São Paulo Futebol Clube, considerado o “Time da Década” nos anos 80 e 90 pela imprensa do Brasil, e “Time da Década” da IFFHS nas décadas 2000 e 2010, tricampeão mundial, tricampeão continental, hexa-campeão nacional e maior campeão paulista desde a fundação da Federação.

  • O caso:

Juiz – Que a acusação apresente sua causa.

SPFC1990m-300x300 O São Paulo já foi rebaixado?Acusação – Meritíssimo, a Promotoria acusa o SPFC dos seguintes crimes: a) de ter sido rebaixado à Segunda Divisão do Campeonato Paulista em 1990; b) de ter mudado o regulamento a posteriori para adulterar provas contra essa acusação; c) de ter “virado a mesa” e não jogado a segundona em 1991 e d) de se proclamar como um clube “que nunca foi rebaixado” de forma inverídica.

Juiz – Esta corte entendeu a acusação, mas que nos autos conste que a a expressão “a posteriori” foi utilizada indevidamente, como se ela significasse “posteriormente”, o que não é correto.

  • A acusação:

Juiz – Que a acusação inicie.

Acusação – Pois bem Meritíssimo, o caso é o seguinte. Todos sabemos que em 1990 o SPFC fez uma campanha pífia no Campeonato Paulista e acabou rebaixado, mas depois virou a mesa e em 1991 disputou a “primeirona” e ainda saiu campeão. São-paulinos ilustres deram entrevistas na época confirmando o rebaixamento e jornais falaram da queda do Tricolor. Não há dúvida alguma do ocorrido. Peço a condenação do réu e a pena de admitir publicamente que já foi rebaixado.

Juiz – O que a defesa tem a dizer sobre a introdução da acusação?

Defesa – Meritíssimo, a defesa mostrará como o SPFC nunca foi rebaixado, mostrará como os regulamentos de 1990 e 1991 do Campeonato Paulista foram cumpridos corretamente e mostrará os engodos cometidos pelos veículos de comunicação que induziram as alegadas “confirmações” dos são-paulinos acerca do suposto rebaixamento ou então como o sentimento de vergonha pela campanha foi retratado como um autêntico descenso.

  • As provas:

Juiz – A acusação apresenta quais provas para sustentar sua tese?

SPFC1990h-300x162 O São Paulo já foi rebaixado?Acusação – Meritíssimo, a prova “A” é um recorte do jornal Folha de São Paulo, que data do dia seguinte ao final da participação do SPFC no Paulistão de 1990, com a manchete “Goleada não evita queda são-paulina”. Na matéria, diretores do clube do Morumbi declaram estar vivendo um pesadelo e também que tentariam descobrir se, juridicamente, havia alternativas de se contornar a situação, visto a insatisfação de jogarem a segundona do ano seguinte.

Juiz – O que a defesa tem a dizer sobre essa prova?

Defesa – Meritíssimo, a prova “A” não possui confiabilidade. Em primeiro lugar, o autor da matéria, o jornalista Fernando Santos, nomeou por conta própria como “Segunda Divisão” o que na verdade seria apenas o ‘Grupo B’ do Campeonato Paulista de 1991. Um grupo inferior, que daria menos vagas na Fase Final da competição daquele ano, mas ainda assim um grupo da mesma Primeira Divisão. E na própria matéria ele confirma isso ao informar:

“(…) o diretor-adjunto do São Paulo, Herman Koester (…) a Série B, uma Segunda Divisão que só não recebe essa denominação por uma questão de nomenclatura jurídica. (…)”

Ou seja, o repórter deu, por sua interpretação, a qualificação de Série B e Segunda Divisão a um grupo que, ainda que tecnicamente inferior ao principal, estaria na mesma divisão do ‘Grupo A’ e classificaria times para a disputa do título. Sequer haveria chance da Segunda Divisão se chamar ‘Série B’, visto que o nome correto na época era A-2. A verdadeira Série B do Paulista era a Quarta Divisão da época, já que A-1, A-2 e A-3 seriam a Primeira, Segunda e Terceiras divisões.

Acusação – Meritíssimo, isso é um absurdo. Dizer que uma publicação de jornal não tem confiabilidade é ridículo. As instituições jornalísticas são o baluarte da propagação da verdade e dos fatos reais ocorridos nesse país.

SPFC1990d-300x294 O São Paulo já foi rebaixado?Defesa – Meritíssimo, o jornalista distorceu – e assumiu isso no meio do texto – a situação. Mas, como o nobre colega Promotor tem em tão alta conta uma matéria de jornal, apresento então três recortes de jornais como “contraprova”. Os dois primeiros, também da Folha de São Paulo, foram publicados antes do início do Paulista de 1990 e dizem claramente que o torneio não tinha previsão de rebaixamento. O terceiro é do jornal Estado de São Paulo, da mesma data daquele apresentado pela acusação, que trata o caso de forma mais isenta, dizendo apenas que o SPFC estava eliminado da disputa de 1990 e que em 1991 teria que terminar seu “grupo” entre os primeiros colocados para disputar o título, com a seguinte redação:

“O São Paulo terá de ficar entre os primeiros nas duas primeiras fases para, na quarta fase, voltar a enfrentar Corintians, Palmeiras, Portuguesa e Santos.”

No dia seguinte, o mesmo jornal afirmou mais uma vez:

“O São Paulo vai disputar o Paulista de 1991 no grupo ‘B’, que incluirá os dez piores times deste ano e mais os quatro melhores colocados na Divisão Especial, mas não está, desde já, afastado da briga pelo título da Primeira Divisão, como alguns, erradamente, interpretaram.”

SPFC1990i-242x300 O São Paulo já foi rebaixado?

Cito também outros jornais e até revistas da época, como a Placar, que anunciaram, antes do início do torneio, que não haveria rebaixamento.

Acusação – Protesto! Meritíssimo, acreditar em tais reportagens é o mesmo que dar crédito à revista “Veja”. Trata-se, claramente, de manipulação de informação. Peço que desconsidere as “contraprovas” apresentadas pela defesa.

Juiz – A acusação, então, acha que os recortes de jornal da época só são confiáveis quando corroboram sua tese, mas que quando a desmentem, carecem de confiabilidade? Rejeito. As contraprovas demonstram que o alegado pela Defesa é procedente e a confissão do jornalista no texto apresentado pela Acusação, quando admite que a nomenclatura oficial do Grupo ‘B’ não é Segunda Divisão, invalidam a Prova “A”.

Acusação – Meritíssimo, mas e se foi o Estado de São Paulo que interpretou erradamente os fatos, e não a Folha, quando noticiou a queda?

Juiz – Haveria dúvida sobre isso apenas se a própria Folha, antes do início do campeonato, não apresentasse duas matérias onde informa que o regulamento não previa rebaixamento. Isso, ligado à reportagem do Estadão, da Placar e de outros jornais, demonstra que a Prova “A” deve ser invalidade.

Acusação – Pois bem, Meritíssimo, então, como Prova “B”, cito as entrevistas concedidas pelo então goleiro do SPFC, Zetti, e também por outros jogadores do Tricolor, admitindo o rebaixamento.

Juiz – A Defesa deseja se manifestar?

Defesa – Meritíssimo, conforme pode ser observado em links da Internet, as entrevistas são reais, porém em momento algum os jogadores falam de rebaixamento. Tanto os repórteres quanto os atletas se referem à desclassificação de 1990 e à um sentimento de fracasso e vergonha por ter que jogar o ‘Grupo B’ no ano seguinte.

SPFC1990c-300x130 O São Paulo já foi rebaixado?Acusação – Protesto! Meritíssimo, eu vivia o futebol de perto naquela época e me lembro vividamente que o São Paulo caiu e que os jogadores falaram isso nas reportagens. Me lembro também de uma entrevista do Telê Santana confessando que chegava em um time que havia sido rebaixado!

Defesa – Meritíssimo, se me permite, também na Internet podem ser encontrados links da entrevista de Telê ao Roda Vida, da TV Cultura. Ele chegava ao SPFC após o Paulista de 1990 e encontrava um clube com um “sentimento” de rebaixamento, pela péssima campanha no Estadual e por ter que jogar o grupo mais fraco da Primeira Divisão no ano seguinte. Podemos assistir para dirimir vossas dúvidas, já que ele realmente usa a expressão “rebaixado” em determinado momento.

Juiz – Muito bem. Esta corte está em recesso para o almoço e, nesse intervalo, nos reuniremos eu, a Acusação e a Defesa, para assistir a entrevista de Telê Santana.

Após a volta do recesso, o juiz reinicia o julgamento.

Juiz – Declaro que retomamos o julgamento e que após assistirmos a entrevista de Telê Santana, de fato, concordamos – eu, a Acusação e a Defesa – de que, realmente, o falecido treinador se referia mais a um “sentimento”, um “humor” de que o SPFC estava na ocasião se sentindo rebaixado, do que a um fato concreto ocorrido. Assim, considero inválida a Prova “B”. Protesto negado.

Acusação – Meritíssimo, esta acusação discorda da invalidação das provas “A” e “B”. Reitero que vivi a época, que fui a jogos do SPFC a tarde no Morumbi, porque era Série B, e também tenho certeza de que houve a virada de mesa para que o regulamento fosse alterado e beneficiasse o Tricolor.

Juiz – A Acusação tem provas da alegação sobre a alteração do regulamento de 1990?

Acusação – Meritíssimo, todo mundo sabe que houve rebaixamento. Tenho amigos meus que confirmam isso, vários sites da Internet têm matérias sobre o assunto e…

SPFC1990k-300x225 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Eu vi a relação de links de blogs e sites que a Acusação juntou aos autos. Porém, notei que todos se baseiam nos mesmos recortes de jornal que a Acusação apresentou. Também noto que há, em contrapartida, outros tantos artigos explicando a confusão da época, mas estes são assinados por jornalistas renomados como Mauro Beting, Juca Kfouri, Paulo Vinícius Coelho (que chegou a tratar disso em um programa de televisão), Victor Birner, etc, e eles afirmam categoricamente que não houve nem rebaixamento nem alteração de regulamento.

Acusação – Meritíssimo, perdoe-me, mas o Birner é são-paulino. É evidente que tratou o caso de forma parcial.

Juiz – Sim, ele é são-paulino. Mas os outros não são. E mesmo se fossem, isso não pode invalidar um argumento, quando este é bem fundamentado. Desta feita, um santista não poderia escrever um artigo falando que Pelé é o maior futebolista da História.

Acusação – Mas se a Folha publicou que houve rebaixamento, então…

Juiz – Já invalidamos essa alegação, visto que o mesmo jornal, antes do campeonato começar, publicou matéria informando que não haveria rebaixamento. Pergunto mais uma vez: a Acusação tem provas da alegada alteração posterior do regulamento?

Acusação – Não. Mas todos sabem que ele foi alterado pelo SPFC, é público e not…

SPFC1990f-207x300 O São Paulo já foi rebaixado?Defesa – Meritíssimo, se me permite, essa Defesa apresenta sua Prova “1”, que é o Regulamento Oficial do Campeonato Paulista de 1990, de autoria da Federação Paulista. Conforme podemos ver no Artigo 5º, o texto sobre rebaixamento é o seguinte:

“Parágrafo 1º – Para o Campeonato da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1991, o Grupo I será constituído pelas 14 associações classificadas para disputar a quarta fase do Campeonato de 1990 e o Grupo II será constituído pelas dez associações restantes que não se classificaram para a quarta fase e mais quatro advindas da Divisão Especial de 1990.”


“Parágrafo 2º – “No campeonato da primeira divisão de futebol profissional de 1990, não haverá descenso à divisão especial de futebol profissional. Mas a partir de 1991, ou a cada ano haverá o descenso de uma associação da Primeira Divisão de Futebol Profissional e o acesso de uma associação da Divisão Especial de Futebol Profissional”

Esta Defesa chama a atenção para a divulgação do regulamento, que é anterior ao início do campeonato de 1990, e lembra que, com base nele, os jornais publicados antes do torneio mencionaram a inexistência de rebaixamento.

Juiz – A Prova “1” da Defesa será juntada aos autos, por se tratar de documento oficial da Federação e por ter sua publicação ocorrida antes do início do campeonato, além de não haver, a princípio, nada que a desabone. A Acusação deseja contestar a juntada do Regulamento aos autos?

Acusação – Sim, Meritíssimo. Quero citar a matéria do jornalista André Fontenelle que na Revista Época explica a “verdade oculta” por trás desse regulamento. Ele diz na matéria que:

“Para não melindrar susceptibilidades, o regulamento de 1990 dizia que ‘não haveria descenso’. Era só uma fórmula de cortesia: os times que não entrassem entre os 14 disputariam o que, na prática, equivaleria a uma segunda divisão.”

SPFC1990l-300x226 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Este Tribunal leu a referida matéria e a considera falaciosa. O autor tenta, mas não consegue, dizer que o Regulamento previa o rebaixamento, apesar de nele constar instrumento dizendo o contrário. Impossível concordar com tal análise. Ora, se um parágrafo de um artigo de uma lei ou regulamento diz que “não haverá descenso”, então ele está dizendo que não haverá descenso. A interpretação de que “na prática” ocorreria algo diferente do preconizado no documento oficial é absolutamente incongruente, sem fundamento que a corrobore, sem lógica e, legalmente falando, ridícula. Não se deve atribuir a texto de lei ou regulamento significado diferente daquele que o próprio texto trouxe. Gostando ou não o jornalista, o regulamento não previa rebaixamento. Mais alguma objeção à juntada dele aos autos?

Acusação – Não, Meritíssimo…

Juiz – A Acusação deseja apresentar mais alguma prova?

Acusação – Sim, Meritíssimo. Esta acusação apresenta a Prova “C”, o Guia do Campeonato Paulista de 2009, que informa em um capítulo sobre curiosidades dos torneios anteriores:

“(…) Campeonato Paulista de 1990 (…) O São Paulo cumpriu uma campanha ruim, não se classificou nem na repescagem e foi rebaixado para a segunda divisão.”

Como trata-se de documento oficial da Federação, tem que ser aceito como prova cabal de que o SPFC foi sim rebaixado naquele ano.

Juiz – A Defesa deseja se manifestar?

SPFC1990e-300x150 O São Paulo já foi rebaixado?Defesa – Sim, Meritíssimo. Do mesmo modo que o Guia apresentado é um documento oficial, também é oficial o Comunicado Oficial da Federação Paulista, também de 2009, na qual consta:

“O Departamento de Comunicação da FPF informa que o texto publicado no Guia Oficial do Campeonato Paulista de 2009 no que se refere à informação: ‘O São Paulo não se classificou nem na repescagem e foi rebaixado para a Segunda Divisão’ não procede.

A Federação Paulista de Futebol lamenta as informações publicadas e informa que o texto é de autoria do historiador Rodolfo Kussarev, autor dos Almanaques dos Campeonatos Paulistas de 1999 a 2005.

O Presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Pólo Del Nero, pede que a informação seja corrigida imediatamente, esclarecendo que a opinião do autor do texto não tem o condão de modificar os registros históricos da FPF, onde sempre esteve consignado que o São Paulo Futebol Clube não foi rebaixado e, com justiça, sagrou-se campeão paulista de 1991. E foi merecedor deste feito apenas e unicamente por sua performance técnica dentro da competição.”

Assim, esta Defesa deseja que a Prova “C” seja também invalidade diante desta contraprova.

Juiz – A Acusação deseja se manifestar a respeito da contraprova?

Acusação – Meritíssimo,  a Promotoria desconhecia esse comunicado… eu… a acusação… Meritíssimo…

Juiz – Muito bem, a Prova “C” foi invalidade. Existe alguma outra prova que a Acusação deseja mostrar?

Acusação – Sim, Meritíssimo, nossa última prova é essa imagem obtida via Internet de um ingresso do Paulistão de 1991, na qual consta que o SPFC disputou um jogo da “Série B” contra o Marília e…

SPFC1990g-262x300 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Não será aceita. Trata-se de material já sabidamente falso. Esta corte tem ciência de que a Federação Paulista jamais tratou a Segunda Divisão do seu campeonato estadual como “Série B” mas sim com “A-2”. A Série B real da época era a Quarta Divisão, conforme já foi falado neste julgamento. Além disso, especialistas já esclareceram que a imagem é fruto de montagem (Photoshop), e mal feita. A Acusação tem mais alguma prova para juntar aos autos?

Acusação – Não Meritíssimo.

Argumentações finais:

Juiz – Para emitirmos juízo acerca do presente caso, que sejam feitas agora as argumentações finais. Primeiro, a Promotoria.

Acusação – Meritíssimo, mantemos a acusação de que o SPFC foi rebaixado, alterou o regulamento da época, virou a mesa e alega falsamente que é um clube que jamais foi rebaixado. É público e notório que o rebaixamento aconteceu, todos que nós que vivemos o futebol da época nos lembramos do caso. Não precisamos ler jornais da época nem guias para sabermos disso, pois vivenciamos o fato. Negar isso é o mesmo que negar que o Fluminense subiu da Série C direto para a Série A do brasileirão. Temos absoluta convicção de que o SPFC foi sim rebaixado.

Defesa – Meritíssimo, tudo o que vimos neste julgamento foi a vontade da Acusação de que o SPFC tenha sido rebaixado. As provas da acusação, conforme este tribunal decidiu, são inválidas ou não possuem confiabilidade nenhuma. Resta apenas uma idéia, uma teoria, um “achismo” do Promotor, baseado em alegadas lembranças, em palavras mal colocados ou mal interpretadas de diretores e atletas da época, etc. Não há nada de concreto que leve a crer que tenha, de fato e de direito, ocorrido rebaixamento, alteração posterior de regulamento, virada de mesa ou qualquer outro dos crimes que a Acusação imputa ao SPFC.

Acusação – Protesto, Meritíssimo. Se o Telê Santana declarou que o SPFC foi rebaixado, isso não pode ser interpretado como figura de linguagem. Tem que ser interpretado da forma como foi proferido.

SPFC1990j-300x227 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Entendo, Sr. Promotor. Mas então lhe pergunto quando usará a reportagem televisiva que flagra Alberto Dualib confessando que o título brasileiro de 2005 foi “roubado” e que “o campeão de fato e de direito foi o Internacional”, nas palavras dele, para pedir a cassação daquela conquista do Corinthians?

Acusação – Meritíssimo… veja bem… não… ali sim há uma figura de linguagem que não deve ser…

Juiz – Protesto negado. Nos dois casos os autores das frases estavam se expressando de forma casual e coloquial, não dando às suas palavras a precisão jurídica que o Promotor deseja atribuir apenas a uma das situações. Além disso, não se pode tomar por verdade uma afirmação qualquer, se esta não tiver comprovação.

  • A análise do caso:

Juiz – Vamos agora então analisar o que foi apresentado neste Tribunal.

A Promotoria acusou o SPFC de ter sido rebaixado em 1990, com base em uma matéria da Folha publicada depois do campeonato. A Defesa apresentou matérias da mesma Folha, de antes do início do campeonato, onde mostra que não haveria rebaixamento. Também apresentou matéria do Estadão, publicada depois do torneio, onde mostra que não houve rebaixamento na ocasião e que se alguém interpretou o regulamento dessa forma, cometeu um erro. Apresentou ainda matérias da Placar mostrando que o Paulistão não teria descenso.

SPFC1990p-300x114 O São Paulo já foi rebaixado?A Promotoria então alegou que o SPFC conseguiu, de algum modo, alterar o regulamento da competição de 1990, porém não apresentou nenhuma prova do alegado. A Defesa, em contrapartida, juntou aos autos o Regulamento Oficial do Campeonato Paulista de 1990, publicado antes do início da competição, onde consta no Parágrafo 2º do Artigo 5º, instrumento que diz que não haveria descenso naquela temporada.

Após, a Acusação fez alusão a entrevistas de diretores, atletas e do técnico Telê Santana, em que haveria citações do rebaixamento. Conforme pôde ser visto no conteúdo das entrevistas, a única menção formal ao rebaixamento é feita por Telê, de forma coloquial, referindo-se a uma situação moral e sentimental que o clube vivia, pela má campanha no Paulista, e não a um ato real e concreto. O mesmo foi observado nas entrevistas dos diretores. Quanto aos atletas citados, como Zetti, afirmam tristeza com a campanha e sentimento de vergonha, apenas.

Em seguida a Promotoria invocou o Guia do Campeonato Paulista de 2009, onde um trecho afirma que o SPFC foi rebaixado em 1990. A Defesa no entanto apresentou Comunicado da Federação Paulista afirmando que essa informação é errônea e que foi baseada na opinião do então autor do guia, e que uma mera opinião não pode alterar fatos históricos pretéritos sacramentados.

A Promotoria ainda tentou iludir essa corte citando uma montagem de um ingresso de partida do SPFC nos anos 90 que circula pela Internet, porém, evidentemente, esse Tribunal não aceitou tal fraude.

  • A decisão:

SPFC1990n-145x300 O São Paulo já foi rebaixado?Juiz – Considerando que a acusação se baseia de forma circunstancial em um erro jornalístico da Folha de São Paulo, que se contradisse na própria matéria; um erro editorial do Guia do Paulista 2009 corrigido pela FPF; frases esparsas e colocações informais em entrevistas de atletas e são-paulinos da época e lembranças pessoais de fatos que não puderam ser comprovados;

Considerando que a Defesa provou que o Regulamento do Paulistão de 1990 foi publicado antes da competição e não previa rebaixamento; que a própria Folha publicou jornais antes do início da competição onde citava que não existia rebaixamento na Primeira Divisão; que o Estadão noticiou após o torneio a inexistência de rebaixamento e a interpretação equivocada da Folha; que a Placar também citou a inexistência de rebaixamento na competição e que a Federação Paulista informa que o Guia do Paulista está equivocado quando cita o pretenso rebaixamento são-paulino;

Considerando que diante de provas e fatos, não há “achismo” que se sustente;

Considero o São Paulo Futebol Clube inocente das acusações e defino que, portanto, o Tricolor do Morumbi não foi rebaixado no Campeonato Paulista de 1990, e consequentemente não modificou regulamento e não protagonizou virada de mesa. Em 1991, foi o legítimo campeão do estadual.

SPFC1990o-1024x768 O São Paulo já foi rebaixado?

Avaliação
The following two tabs change content below.
AvatarRalph-144x144 O São Paulo já foi rebaixado?

Ralph Luiz Solera

Escritor e quadrinhista, pai de uma linda padawan, aprecia tanto Marvel quanto DC, tanto Star Wars quanto Star Trek, tanto o Coyote quanto o Papaléguas. Tem fé na escrita, pois a considera a maior invenção do Homem... depois do hot roll e do Van Halen, claro.

2 comments

  • Rafael:

    Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade?

    Pior: Uma mentira repetida mil vezes por pessoas que possuem compromisso ético com a verdade, torna-se verdade?

    A verdade é que o SPFC nunca caiu! O que existe, de verdade, é o péssimo jornalismo esportivo em nosso país, onde mal profissionais colocam o sentimento clubístico acima da ética profissional e do compromisso com a verdade!

    O jornalista André Fontelle, reacendeu essa polemica referente ao rebaixamento do SP em 1990, baseando-se em noticias do Jornal Folha de São Paulo daquele ano de 1990. Ano em que todos os editoriais estavam com suas atenções voltadas a Copa do Mundo na Italia e não davam quase nenhuma atenção ao Paulistão de 1990. É fato que muitas das notícias da época foram publicadas de forma errada e equivocada! O erro mais grotesco: o mesmo jornal (Folha de São Paulo) que publicou no dia 27 de janeiro de 1990, o Regulamento do Paulistão daquele ano e detalhou que naquele campeonato não haveria rebaixamento, vulgarizou no dia 21 de Junho de 1990 ao fim da 3º fase daquele campeonato (Fase de repescagem) a “queda de divisão” do SP, banalizando que o SPFC iria disputar a Segunda Divisão em 1991! Reparem, que na mesma data (21/06/1990) as noticias ainda davam conta sobre a eliminação do Brasil do técnico Lazarone para a Argentina nas Oitavas de Final do Mundial da Italia! Quando a Copa do Mundo na Italia acabou no dia 08 de Julho de 1990, a Quarta Fase do Paulistao de 1990 já entrava em sua 4º rodada! Ou seja, todo o jornalismo esportivo da época havia concentrado suas atenções para as fases de mata-mata da Copa na Itália e, provavelmente, deixaram os estagiários cobrirem o campeonato Paulista!

    Além de basear-se em manchetes de cunho sensacionalista, o jornalista André Fontenelle ainda diz em sua publicação:

    “O regulamento não foi cumprido. Diante do rebaixamento do São Paulo, houve uma virada de mesa….. o regulamento de 1990 não previa cruzamento entre o Grupo II e o Grupo I em 1991 para determinar o campeão paulista. Pelo contrário, o conselho arbitral decidira que apenas os 14 primeiros colocados de 1990 disputariam o título de 1991. A alteração foi feita depois, para dar uma chance ao São Paulo”.

    Isto tudo é mentira! E o pior, é um grande absurdo que este tipo de mentira venha de um profissional conceituado no jornalismo esportivo! Cadê a prova de que o regulamento foi modificado? Cadê o antigo Regulamento?? Corinthians, Palmeiras, Santos, Guarani, etc devem ter a cópia do Regulamento Original feito antes da referida modificação, cadê??? Não existe! Nunca existiu!

    O fato é que em nenhum momento o regulamento foi alterado! O regulamento foi cumprido integralmente, ou seja, em sua totalidade! Ora, se não houve alteração do regulamento ao longo do campeonato, não houve virada de mesa!
    Como previa o regulamento desde o inicio do ano de 1990, ou seja, antes do campeonato de 1990 começar, o SPFC, por ter ficado em 15º lugar no Paulistão de 1990, jogou sim em 1991 o Modulo Amarelo que continha os 10 times piores classificados do campeonato de 1990 mais os 4 que subiram da Segunda Divisão daquele ano (Olímpia, Rio Branco de Americana, São Carlense e Marília). O outro Módulo, o Verde, possuía os 14 times melhores classificados em 1990. Porém, ambos os Módulos faziam parte da Primeira Divisão do Paulistão de 1991. Ambos os Módulos representavam a Elite do futebol paulista em 1991. É bem verdade que do Módulo Verde, por ter os times mais fortes (os 14 melhores classificados em 1990) e por, obviamente, possuir um peso maior, avançavam 5 times para a próxima fase. Do Modulo Amarelo, por ter os times mais fracos (os 10 piores classificados em 1990 mais os 4 advindos da Segunda Divisão), possuía um peso menor, por isso, avançavam apenas 3 times! O SP ficou em primeiro no Modulo Amarelo e passou para as próximas fases chegando até a final contra o Corinthians, conquistando o Título de 1991!

    Como dito acima, de forma equivocada, jornalistas da Folha na época atribuíram ao Módulo Amarelo a alcunha de Segunda Divisão. Quando na verdade a Segunda Divisão (Divisão de Acesso) foi disputada por outros times. Uma prova disto é que naquele ano de 1991, ano em que, para a Folha de São Paulo, o SPFC supostamente jogou a Segunda Divisão do Campeonato Paulista, o time da Associacao Esportiva Aracatuba (A.E.A), foi a campeã da Segunda Divisão (Divisão de Acesso) daquele ano, fazendo com que o “Canário da Noroeste” conseguisse o acesso para a Elite do Paulistão, indo jogar o Modulo Amarelo em 1992, assim como aconteceu com o Olímpia no ano anterior para jogar o campeonato de 1991! Ou seja, o SPFC nunca jogou a Segunda Divisão (Divisão de Acesso) de 1991!

    Vídeos do Tele Santana, Zetti, Antonio Carlos e Leonardo dizendo que o SPFC estava na Segunda Divisão são mostrados como prova de que o SP caiu! A verdade é que Tele que chegou ao SP quase no fim de 1990, quando o Paulistão já havia terminado, assumiu o SPFC sabendo que o time jogaria a “Divisão” dos times mais fracos em 1991! A essa “Divisão”, repito, foi designado pelos jornalistas a alcunha de Segunda Divisão, quando na verdade essa “Divisão” referia-se ao Módulo Amarelo, que também fazia parte da Elite do futebol paulista! Porém, o sentimento de fracasso na época era enorme e, por jogar em um Módulo onde continha times mais fracos e, vendo o Módulo Verde contendo times como Santos, Palmeiras, Corinthians, Portuguesa e Guarani, os próprios jogadores do SP pensavam estar jogando em uma Divisão inferior, o que nunca foi verdade! O Módulo Amarelo era sim um grupo mais fraco, tinha sim um peso menor, avançavam apenas 3 times para a próxima fase, mas, fazia sim parte da Primeira Divisão!

  • Felipe de Queiroz (@dequeiroz86):

    Excelente

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top