Maxiverso
LIVROS & HQsLivros: ResenhasResenha: O Perfume (Das Parfum)
perfume

Resenha: O Perfume (Das Parfum)

Título: Das Parfum (no Brasil: O Perfume)

2 Resenha: O Perfume (Das Parfum)

Capa de “O Perfume”. Bestbolsos, 2006.

Autor: Patrick Süskind

Editora: Diogenes (no Brasil: Bestbolso)

Ano: 1985 (no Brasil: 2006)

Páginas: 279

Hoje um clássico da literatura alemã!

O Perfume é um livro para ler em uma sentada. Pequeno e sua leitura flui de uma forma incrível. Você mal vê o tempo passar. Uma pena – um pecado imenso! – Süskind ter escrito tão pouco. Escreveu este romance e mais duas novelas (livros mais curtos) com alguma notoriedade: A Pomba, que é fantástica, e A História do Senhor Sommer, que ainda não tive oportunidade de ler. Mas, bom, se mais livros fossem escritos como ele escreveu estes dois que li, as pessoas leriam mais.

A história começa em Paris, famosa pelos seus perfumes e suas essências. Jean-Baptiste Grenouille, o protagonista (o lado ruim de ler livros de línguas às quais não estamos acostumados são os nomes! Meu Deus!) nasce no lugar mais fétido da cidade, em meio a um mercado de peixes e é prontamente dado como morto e abandonado embaixo de uma mesa, como um aborto tardio. Duas são suas características marcantes: ele consegue distinguir qualquer cheiro, possuindo o melhor olfato do mundo, compreendendo o quão importante é esta característica para tudo; e ele não possui cheiro, o que, no livro, dá ao personagem uma característica de ser maligno por alguns e de uma pessoa que é impossível de se notar pela maioria. É como se uma pessoa que não possui cheiro fosse menos notável que o invisível. O Perfume é todo com referências à perfumaria, ao modo de se fazer as fragrâncias e à importância do cheiro para tudo, eleva esse sentido acima de todos.

10994531._SX540_ Resenha: O Perfume (Das Parfum)

Nascimento de Grenoulli. Cena retirada do filme “Perfume: The Story of a Murderer” (2006).

O personagem é sempre abandonado, deixado de lado, passando de mãos em mãos, pois ninguém o aceitava e ninguém se sentia bem perto dele. Ele trabalhava e trabalhava. Falava pouco; tido como retardado por muitos, e ficava a sentir o cheiro das coisas. Um dia, após pensar que sentia já sentira o cheiro de tudo, Grenouille começa a perceber uma fragrância no ar que o enlouquece, que o fez perder toda a noção: o cheiro de uma doce mulher virgem, que, aparentemente, era a melhor fragrância do universo.  E ele a mata…, e o cheiro some, sem que ele possa guarda-lo. Surge então o maior desejo para Grenouille: encontrar uma forma de tornar aquele cheiro imortal, de tê-lo para si.

E o rapaz começa a trabalhar com perfumes, ajudando um fanfarrão da cidade com suas próprias essências, tornando-o o mais famoso na área. Como um escrevo, ele tampouco levava crédito. Mas para ele, não importava, apenas ficava a recordar o cheiro e aprendendo a manipular as essências.

E um dia ele se vai do lugar, à procura de outras formas de guardar o cheiro, uma forma de manter intacto o cheiro da pessoa – transformar o cheiro intrínseco a alguém em perfume. Muito poético, muito cruel e muito eloquente. E o livro sempre enfoca muito isso, dizendo-nos que quando não se entende a beleza de alguém, quando se deseja apenas contemplar uma pessoa sem que saibamos o porquê, na verdade é apenas o cheiro dela, que não sentimos. Mas Grenouille sente.

Além de perseguir estes novos meios de criar essências – de guardar essências –, o personagem entra também em um grande conflito interno por ele mesmo não possuir cheiro algum. Isso, mais que tudo, o endoidece de vez, levando-o a um asilo no topo de uma montanha.

O fato principal acontece em torno de uma outra ruiva, cujo cheiro era maior e melhor que o de qualquer outra. Grenouille o sente, mas sente também que ele há de crescer e o cultiva, deixando-a viver para aflorar. Ele então prepara todo o terreno para poder se apoderar daquele cheiro, para poder tê-lo para si.

E a pergunta agora é: ele consegue?

vlcsnap-232001 Resenha: O Perfume (Das Parfum)

Ben Whishaw em uma ótima atuação como Grenouille. Cena retirada do filme “Perfume: The Story of a Murderer” (2006).

O livro foi adaptado no ano de 2006, sendo nomeado de Perfume: The Story of A Murderer (no Brasil: Perfume: a História de um Assassino). Até sua adaptação era um filme muito desejado pelos diretores e produtores: Tim Burton, Scorsese e Ridley Scott compõem alguns os que tiverem interesse em adaptá-lo. Até mesmo Stanley Kubrick teve seu nome relacionado ao filme. Por fim, Tom Tykwer (Corra, Lola, Corra) o dirigiu. E eu gostei. Uma boa adaptação para uma incrível história.

Há rumores de que uma série sobre o livro está por vir também (The Hollywood Reporter, em inglês: “Perfume” Series to Begin Shoot Nex Year; 2015). Tomara! Será bom ver esta marcante história por uma outra ótica.

No mais, creio que este livro possui um dos finais mais poéticos existentes!

Avaliação
The following two tabs change content below.
AvatarMatheus-150x150 Resenha: O Perfume (Das Parfum)

Matheus Mundim

Economista por formação e escritor por insistência. Acreditava que devíamos nos envolver com a ficção, pois as verdades da vida nos levariam à loucura. Enlouqueceu acreditando nisso.

4 comments

  • Maya Soares:

    Como é bom ver um site resenhando Süskind e outros autores pouco presentes nos sites f o d o e s (ou que se acham), como UOL, Terra, etc… e mesmo nos principais blogs literarios é incrivel como so resenham autores americanos e de preferencia os superstars… parabens!!!

    • Matheus Mundim
      Matheus Mundim:

      Obrigado pelo comentário, Maya! Eu procuro dar um pouco de visibilidade para estes livros que li e nunca consegui esquecer, sem entrar muito em detalhes técnicos e etc, apenas para as pessoas saberem que eles estão aí e são ótimos.
      A literatura ganha com uns livros como esse!
      E se fosse pra eu escrever como alguém, gostaria que fosse o Süskind haha.
      Um abraço!

  • Jorge Garcia:

    Nunca ouvi falar… foi pro topo da lista!

    • Matheus Mundim
      Matheus Mundim:

      Cara, você não vai se arrepender!

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top