Maxiverso
Retrospectiva2017Cinema

Cinema: Melhores e Piores Filmes de 2017

Caros,

Como não poderíamos deixar passar em branco, fizemos uma lista dos melhores e piores filmes que tivemos o prazer (ou não) de analisar no ano de 2017. Foi um ano de grande emoções e gratas surpresas no campo da representatividade – na qual o cinema tanto pecou, por exemplo, na premiação do Oscar de 2016.

Claro, como todas as listas, nenhuma é completa e muito menos unânime, até porque existem outros tantos filmes que podem ou poderiam constar aqui naturalmente. Assim, essa lista se baseia nos filmes em que a nossa equipe viu e principalmente naqueles que chegamos a publicar a respectiva crítica (basta clicar no título do filme para conferir).

Mas, mesmo assim, acreditamos que é possível termos um bom panorama do que rolou de melhor e pior nos cinemas em 2016. Fiquem a vontade para comentarem e engrandecerem o conteúdo (a ordem dos filmes é apenas por critério alfabético, sem significar uma qualidade maior entre os filmes)!

Melhores filmes de 2017:

A Qualquer Custo – Bebendo da fonte de “Onde os Fracos não tem Vez”, o filme de David Mackenzie é “um panorama de indivíduos, até mesmo pitorescos, dentro de um contexto por vezes melancólico cujas decisões os levam a caminhos sem volta“.

O Apartamento – Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro no ano que a política americana se voltou contra a imigração. Portanto, nada mais emblemático que o diretor Asghar Farhadi ganhe o prêmio novamente.

Animais Noturnos – Um dos primeiros filmes que assisti em 2017 e não menos impactante com esta densa obra estrelada por Amy Adams: “Um constante exercício metalinguístico pessoal, onde os personagens e suas personalidades se misturam a tal ponto, que em determinado altura do longa, temos a consciência que tudo se passa dentro de um universo“.

Blade Runner 2049 – Um dos mais aguardados filmes do ano, e o diretor Dennis Villeneuve não decepciona na sua visão ao revisitarmos ao universo de Blade Runner, onde, a palavra “continuação” poucas vezes foi tão bem empregada.

Dunkirk –  Poucos diretores, como Christopher Nolan, conseguem apresentar uma obra com tanta força narrativa dentro de um blockbuster.

Eu, Daniel Blake – Um das melhores e mais contundentes críticas a um sistema desumano que impera no mundo. No ano em que, principalmente no Brasil, reformas covardes afligem a população, nada mais precioso que assistirmos este longa em que  “O Estado cria a ilusão de que, se você é pobre, a culpa é sua”.

O Filme da Minha Vida – Se a beleza do filme dirigido por Selton Melo não te convencer da qualidade e força do cinema brasileiro, nada mais o fará. Um declaração de amor ao cinema, pautada na fotografia espetacular de Walter Carvalho!

La La land – O que falar de um dos filmes mais apaixonantes de 2017 estrelado por Ryan Gosling e Emma Stone. La La Land emocionou e fez todos cantarem a som de “City of Star”.

Logan – Road movie de lembranças e relações paternas. A jornada final de um personagem cujo passado jamais o abandonou.

Mãe! (Mother!) – Perturbador e denso.  Mãe! como obra de arte não é uma obra tão complexa em sua assimilação como alardeiam, entretanto isso não significa que não seja necessário um exercício lúdico para entender suas camadas e representatividades. Um belo trabalho de Darren Aronofsky.

Manifesto – “Questionando e ‘amaldiçoando’ o público que tenha visto aquela sua projeção como algo incompreensível e erudito, Manifesto não somente se torna relevante para discutir assuntos em voga, como é uma obra contundente na defesa da nossa própria liberdade como sociedade através da arte“.

Manchester à Beira-Mar – Filme que rendeu  o Oscar para Casey Affleck,  a obra de  Kenneth Lonergan é uma filme de dor e lembranças. Manchester a Beira-Mar, como nossas próprias experiências, acaba se tornando o mais humano dos clichês (mas não menos belo), o de que inevitavelmente iremos – e devemos –  nos adaptar a estes ciclos, que fazem parte da nossa própria essência.

Moonlight – Sob a Luz do Luar –  Sublime, belo e representativo ao máximo. O grande ganhador do Oscar de Melhor filme em 2017. “Após o longa, somos compelidos a entender – e principalmente sentir – que somos resultado de uma série de influências, medos e dúvidas. Portanto, precisamos aprender diariamente que independente disso, o amor e empatia são fundamentais para sobrevivermos ao que virá a frente. Não podemos deixar que o medo, o ódio e preconceito vindo de um sociedade injusta e ignorante subjugue tais elementos“.

Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi – Na dor pela perda da atriz Carrie Fisher, o adeus definitivo aos elementos míticos do passado. Que a força sempre esteja conosco! Obrigado Leia e Luke Skywalker.

Uma Mulher Fantástica – Num ano em que representatividade chegou de maneira emblemática ao cinema, não podemos ficar indiferentes a obra estrelada pela ótima Daniela Vega.


FotoJet-3 Cinema: Melhores e Piores Filmes de 2017


Menções Honrosas:

Mesmo não estando na lista dos melhores (infelizmente não cabem todos), segue uma pequenas lista de filmes que poderia constar como os melhores e que, em alguns casos, não tiveram tanto reconhecimentos do grande público.

Bingo – Este drama nacional apresentou Vladimir Britcha como o folclórico palhaço, Bingo que de inocente não tinha nada. Concorrente do Brasil ao Oscar de 2018 (mas, que não chegou a ser selecionado).

It – A Coisa  Um das melhores surpresa do gênero de terror que supriu toda a expectativa dos fãs da obra de Stephen King.

Corra   Mesmo pouco visto nos cinemas, estes terror com forte critica racial surpreendeu.

A Criada – O diretor Park Chan-wook novamente apresenta uma obra envolvente. Um longa permeado de erotismo, reviravoltas e… vingança.

Um Limite Entre Nós – “E se mantendo fiel à sua estrutura e ideologia até seus últimos segundos, Um Limite Entre Nós não se nega a mantê-lo como um personagem com tantas dores ainda é capaz de criar uma discussão sobre seu legado“.

Mulher Maravilha – “Uma das maiores representantes femininas da cultura pop e nascida dentro de um universo predominantemente masculino, Mulher Maravilha não é somente um símbolo, mas, como tal, um expurgo…“.

Silêncio  Silêncio é o capítulo final da trindade ecumênica que começou com o próprio A Última Tentação de Cristo (1988) e Kundun (1997)“.


O Piores Filmes de 2017:

Alien – Covenant  Um produto sem identidade (não existe outra expressão) tornado irregular em sua totalidade ao apelar constantemente para a memória de seus áureos tempos.

Antes que Eu Vá (Before I Fall) – “O problema é o fato de tratarem tais elementos inerentes a aquele universo – suas dúvidas, medos e dilemas que serão fundamentais na transformação como adultos – como algo estereotipado, unidimensional sem qualquer identificação“.

O Castelo de Vidro (The Glass Castle)  Prova cabal que os realizadores (e fãs) precisam definitivamente entender que livro e cinema são algo distintos. Uma ofensa a filmes como Capitão Fantástico.

Beleza Oculta (Collateral Beauty)  No seu problemático desfecho, a direção parece ‘chutar o balde’ e atira para todos os lados como se uma revelação para lá de absurda, apoiada no carisma de Will Smith às lágrimas, fosse o suficiente para ocultar os furos do roteiro e seu maniqueísmo“.

Fragmentado (Split)  M. Night Shyamalan acha realmente que consegue criar ainda uma obra de suspense convincente. Contendo momentos risíveis, a obra parece somente surgir efeito na cabeça dos fãs que ainda acreditam no diretor.

A Múmia – Tom Cruise como “protagonista” encontrando um personagem clássico do cinema. Sim, é um bosta.

Rei Arthur – Definição de fortuna jogada fora.

Vida (Life)   Uma cópia de Alien sem qualquer atrativo.

E você, mudaria o que nessa lista?

 


 

Avaliação
The following two tabs change content below.
RodrigoRodrigues-144x144 Cinema: Melhores e Piores Filmes de 2017

Rodrigo Rodrigues

Amante inexperiente da sétima arte, crítico por insistência, mas cinéfilo acima de tudo. Descobriu, ainda jovem, certos diretores como Sergio Leone, Billy Wilder, Fellini, Bergman, Antonioni, Scorsese e sua vida nunca mais foi a mesma. Acredita que a empatia, diálogo e o respeito ao próximo é a maior arma contra o fundamentalismo da sociedade conservadora e fundamentalista de hoje.

9 comments

  • Justin:

    Melhor: Corra
    Pior: Star Wars 8

    • Rodrigo Rodrigues
      Rodrigo Rodrigues:

      Justin
      Ok. Se quiser expor melhor sua opinião, fique a vontade.
      Abraços

  • Ana de Armas:

    Fiquei na duvida se a lista reflete a opinião do critico ou do publico em geral, ja que no fim ele diz que tem varios filmes que poderia constar como os melhores e que, em alguns casos, não tiveram tanto reconhecimentos do grande público…

    • Rodrigo Rodrigues
      Rodrigo Rodrigues:

      Ana de Armas
      Bem vinda
      A lista é minha (crítico) , baseada nos filmes que assisti em 2017 (acrescida de algumas lembranças de outros colaboradores do site).

      Quanto ao filmes que “poderiam constar como melhores” é apenas para causarmos o mínimo de injustiças ( e mesmo assim podem ocorrer) com outros filmes. Se por acaso achou que a lista poderia ter outros filmes, ou um filme trocar de lugar com outro , sem problema. Fica ao seu critério.

      O importante é termos o panorama do que aconteceu no cinema em 2017 e discutir o cinema em si.

      Abraços.

  • Eliza Nunes:

    Me:
    MELHORES: Corra, Mother, La La Land, Dunkirk, Thor Ragnarok, Animais Noturnos, Blade Runner, Star Wars VIII.
    MELHOR: Dunkirk
    PIORES: Bingo, Alien, Tempestade Planeta em Furai, Torre Negra, 50 Tons + Escuros, 9 de Setembro, Baywatch.
    PIOR: 50 Tons

    • Rodrigo Rodrigues
      Rodrigo Rodrigues:

      Eliza
      Bem vinda

      Sua lista acrescenta bastante. Por exemplo, eu não coloquei THOR (apesar de não considerar um dos melhores), mas é bem vindo.
      No campo dos piores , Torre Negra, 50 Tons … e Baywatch foram bem mencionados rs.

      Abraços

  • Lanterna Verde:

    liga da justiça nao merecia estar na menção honrosa?

    • Jaques:

      aquele filme assim mais ou menos??????

    • Rodrigo Rodrigues
      Rodrigo Rodrigues:

      Lanterna
      Bem vindo

      Liga da justiça é um bom filme, não comprometeu naquilo que se propôs. Todavia, longe de ser um dos melhores. Talvez se a lista abrangesse mais filmes , poderia entrar.

      Mas se você acha que o filme foi um dos melhores , ao ponto de substituir algum mencionado , sem problemas.

      Abraços

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top