Maxiverso

Oscar 2020: Previsões e Críticas

Voltamos com nosso exercício anual de previsões sobre a premiação do Oscar, desta vez da temporada 2020 – cerimônica novamente sem um apresentador fixo.

Este ano parece que ainda vivemos uma fase de transição ou  – o que é ainda mais problemático – de pouco espaço para diversidade, comprovando que os esforços dos anos anteriores ainda não deram o resultado esperado através de movimentos como #MeToo e as críticas do #OscarSoWhite.

Nenhuma diretora concorrendo ao prêmio de direção e somente uma atriz negra concorrendo na categoria de atores (ao contrário da categoria feminina, por exemplo, a categoria de melhor ator sequer fez isso privilegiando os conflitos de homens brancos). Ou seja, parece que o problema ainda é bem mais estrutural do que aparenta e se o trabalho de base não for feito (dando mais oportunidades para mulheres e negros), o Oscar continuará refletindo continuadamente o problema.

Enfim, espero que gostem de nossa pequena análise e palpites para a cerimônia (os asteriscos indicam as apostas de vencedores e se estiver linkado, temos crítica no site).

Melhor filme

Apesar de tudo 1917 deve sair como o grande vencedor. Mas o preferido era mesmo o coreano Parasita. Mas como é um filme estrangeiro….

 

Direção:

Seguindo a lógica seria Sam Mendes, mas Wong John-ho pode surpreender. Difícil, mas é o único com possibilidade de votos para chegar na frente do diretor de 1917.

  • Bong Joon-ho – Parasita
  • Martin Scorsese – O Irlandês
  • Quentin Tarantino – Era uma vez em Hollywood
  • Sam Mendes – 1917 *
  • Todd Phillips – Coringa

 

Ator:

Mesmo que não seguíssemos a lógica das premiações pré-Oscar, Joaquin Phoenix ganharia sem surpresas. Pela segunda vez um mesmo personagem daria o prêmio para dois atores diferentes (Heath Ledger conquistou o Oscar póstumo em 2010 e o mesmo aconteceu com Marlon Brando e Robert DeNiro como Vito Corleone em O Poderoso Chefão I e II).

  • Adam Driver – História de um Casamento
  • Antonio Banderas – Dor e Glória
  • Joaquin Phoenix – Coringa *
  • Jonathan Pryce – Dois Papas
  • Leonardo DiCaprio – Era um vez em Hollywood

 

Atriz:

Renée Zellweger interpretando um dos maioria ícones do cinema não poderia dar errado. Bem, o filme deu, mas a interpretação parece imune ao filme em si.

  • Charlize Theron – O Escândalo
  • Cynthia Erivo – Harriet
  • Renée Zellweger – Judy *
  • Saoirse Ronan – Adoráveis Mulheres
  • Scarlett Johansson – História de um Casamento

 

Ator Coadjuvante:

Seria uma das maiores e bem vindas surpresas se Al Pacino ou Joe Pesci ganhassem, mas seguindo as premiações do SAG, Brad Pitt vai finalmente levar seu Oscar.

  • Al Pacino – O Irlandês
  • Anthony Hopkins – Dois Papas
  • Brad Pitt – Era uma vez em Hollywood *
  • Joe Pesci – O Irlandês
  • Tom Hanks – Um Belo dia na Vizinhança

 

Atriz Coadjuvante:

Laura Dern demostra força em História de um Casamento, sem grande ameaças ao seu primeiro Oscar.

  • Florence Pugh – Adoráveis Mulheres
  • Kathy Bates – Richard Jewell 
  • Laura Dern – História de um Casamento *
  • Margot Robbie – O Escândalo
  • Scarlett Johansson – Jojo Rabbit 

 

Roteiro Original:

Categoria com disputa entre Tarantino (podendo ganhar o terceiro Oscar na categoria) e Parasita. Vamos arriscar: Parasita!

  • Entre Facas e Segredos 
  • História de um Casamento
  • 1917
  • Era uma vez em Hollywood
  • Parasita *

 

Roteiro Adaptado:

Adoráveis Mulheres cresceu junto com Jo Jo Rabbit nas últimas semanas. Por isso, uma disputa apertada, mas a aposta fica com o filme de Taika Waititi. Claro que a preferência é para O Irlandês, mas …

  • O Irlandês
  • Jojo Rabbit *
  • Coringa
  • Adoráveis Mulheres
  • Dois Papas

 

Animação:

Categoria sem a Pixar ameaçando mesmo com uma franquia já consagrada (apesar que jamais se deve duvidar da capacidade de convencimento do estúdio). Ou seja, seria um pouco absurdo que Toy Story ganhasse, assim a aposta ficaria com Klaus (mesmo que sendo da Netflix, corra um risco…).

  • Como Treinar o seu Dragão 3
  • Perdi meu Corpo
  • Klaus *
  • Link Perdido
  • Toy Story 4

 

Melhor filme estrangeiro:

Um dos melhores filmes do ano passado, o coreano colheu elogios por onde passou. Barbada da noite. For isso é tragédia com todo o respeito ao excelentes Dor e Gloria e Os Miseráveis. O único que não vimos foi o concorrente Polonês e Honeyland merece todos os aplausos!

  • Os Miseráveis – França
  • Honeyland – Macedônia do Norte
  • Boże Ciało – Polônia
  • Parasita – Coréia do Sul *
  • Dor e Gloria- Espanha

 

Documentário:

Bem, claro que a torcida é para Democracia Vertigem abordando um dos mais nefastos processos políticos do país. Mas como um dos concorrentes fala sobre as mudanças de um empresa americana através da compra por chineses, o torna favorito mesmo sendo o mais fraco de todos – Honeyland é belíssimo e For Sama traz fortes imagens sobre a guerra da Síria.

  • Indústria Americana – Steven Bognar, Julia Reichert e Jeff Reichert *
  • The Cave – Feras Fayyad, Kirstine Barfod e Sigrid Dyekjær
  • Democracia em Vertigem – Petra Costa, Joanna Natasegara, Shane Boris e Tiago Pavan
  • For Sama – Waad Al-Kateab e Edward Watts
  • Honeyland– Ljubo Stefanov, Tamara Kotevska e Atanas Georgiev

 

Direção de Arte:

1917 é favorito e dificilmente perderia. Se perder aqui, o risco de perder em outras categorias “técnicas” é grande.

  • O Irlandês
  • Jojo Rabbit
  • 1917 *
  • Era uma vez em Hollywood
  • Parasita

 

Fotografia:

Roger Deakins deverá levar seu segundo Oscar depois de várias indicações . Seu trabalho em 1917 seria os menos sutil dos últimos anos, mas ainda é belo, mesmo servindo a uma história irregular. Mas não seria surpresas se Coringa levasse pelo belo trabalho de Lawrence Sher.

  • 1917 – Roger Deakins *
  • O Irlandês – Rodrigo Prieto
  • Era uma vez em Hollywood – Robert Richardson
  • O Farol – Jarin Blaschke
  • Coringa – Lawrence Sher

 

Figurino:

Mesmo que ano passado um filme de época tenha perdido, ainda aposto no gênero. Adoráveis Mulheres deverá retomar o posto.

  • O Irlandês
  • Jojo Rabbit
  • Coringa
  • Adoráveis Mulheres *
  • Era uma vez em Hollywood

 

Maquiagem:

De todos os candidatos, O Escândalo é que realmente serve a proposta do filme. Se Judy ganhar será injusto!

  • O Escândalo *
  • Coringa
  • Judy: Muito além do arco-íris
  • Malévola: Dona do mal
  • 1917 

 

Edição:

Justamente o trabalho mais convencional e fraco (Ford vs Ferrari) sai na frente. Como seria lindo ver Thelma Schoonmaker levar, mas como o filme de Scorsese deverá sair sem ganhar nada, a torcida vai para Parasita – outro belo trabalho de montagem.

  • O Irlandês – Thelma Schoonmaker
  • Ford v Ferrari – Andrew Buckland e Michael McCusker
  • Parasita – Yang Jinmo *
  • Jojo Rabbit – Tom Eagles
  • Coringa – Jeff Groth

 

Trilha Sonora:

  • Coringa *
  • Adoráveis Mulheres
  • História de um Casamento
  • 1917
  • Star Wars: Ascensão  Skywalker

 

Canção Original:

  • “I Can’t Let You Throw Yourself Away” por Toy Story 4
  • “(I’m Gonna) Love Me Again” por Rocketman *
  • “I’m Standing with You” por Breakthrough
  • “Into the Unknown” por Frozen II
  • “Stand Up” por Harriet

 

Efeitos visuais:

Acha que a Disney não vai querer sair de mãos vazias e deixar de associar sua bilionária franquia ao Oscar. Fora isso, somente 1917 para ameaçar. O resto é azarão (e tem Star Wars no meio).

 

Edição de Som:

Normalmente as categoria sonoras premiam o mesmo filme por lógica, mas Ford vs Ferrari e 1917 disputam os dois prêmios.

  • Ford v Ferrari
  • Coringa
  • 1917 *
  • Era uma vez em Hollywood
  • Star Wars: A Ascensão Skywalker

 

Mixagem de som:

  • Ad Astra
  • Ford v Ferrari *
  • Coringa
  • 1917
  • Era uma vez em Hollywood

 

Curta-Metragem: 

  • Ikhwène – Meryam Joobeur e Maria Gracia Turgeon *
  • Nefta Football Club – Yves Piat e Damien Megherbi
  • The Neighbors’ Window – Marshall Curry
  • Saria – Bryan Buckley e Matt Lefebvre
  • Une sœur – Delphine Girard

 

Curta-Metragem de Animação:

  • Dcera – Daria Kashcheeva
  • Hair Love – Matthew A. Cherry e Karen Rupert Toliver
  • Kitbull – Rosana Sullivan e Kathryn Hendrickson
  • Mémorable – Bruno Collet e Jean-François Le Corre *
  • Sister – Siqi Song

 

Curta-Metragem de Documentário:

  • In the Abscence – Yi Seung-Jun e Gary Byung-Seok Kam
  • Learning to Skateboard in a Warzone (If You’re a Girl) – Carol Dysinger e Elena Andreicheva *
  • De apatiska barnen – John Haptas e Kristine Samuelson
  • St. Louis Superman – Smriti Mundhra e Sami Khan
  • Walk Run Cha-Cha – Laura Nix e Colette Sandstedt

 

E você, acha que o resultado será diferente dos que apostamos aqui?

Avaliação
The following two tabs change content below.
RodrigoRodrigues-144x144 Oscar 2020: Previsões e Críticas

Rodrigo Rodrigues

Amante inexperiente da sétima arte, crítico por insistência, mas cinéfilo acima de tudo. Descobriu, ainda jovem, certos diretores como Sergio Leone, Billy Wilder, Fellini, Bergman, Antonioni, Scorsese e sua vida nunca mais foi a mesma. Acredita que a empatia, diálogo e o respeito ao próximo é a maior arma contra o fundamentalismo da sociedade conservadora e fundamentalista de hoje.

5 comments

  • Avatar
    Sisogi:

    acertou muitas, parabens

  • Avatar
    Copiado do UOL:

    Me julguem mas eu nunca consegui entender direito as motivações políticas e econômicas que movimentam o Oscar. O prêmio ao filme coreano tem lá seus motivos, sem dúvida, mas nada que fique claro pra mim. Dada as devidas proporções, o Talentoso Ripley ou Cyrano de Bergerac, pra citar só dois entre tantos outros, já traziam a dinâmica da relação entre um parasita e um hospedeiro. Um outro crítico mencionou a “originalidade” de uma realidade paralela, quando um Dom Quixote de 600 anos já vivia em uma. Enfim, um bom filme, e só. Eu jurava que o Coringa venceria, afinal, super heróis, vilões e similares nunca estiveram tão em alta no planeta terra e brotam diariamente por aí.

  • Avatar
    Coroa Biquinosa:

    Parasita foi merecido. Renee Zelwegger e Joaquim Phoenix nao (o Phoenixe foi igual o diCaprio atuou pro Oscar e nao pro filme mas sem problema foi uma boa performance mas o Driver merecia mais). Scorsese merecia mais do que o coreano. Dor e Gloria podia ter levado o estrangeiro. Efeitos visuais ficou com quem devia. Fotografia idem. Documentario foi merecido. Figurino e Design tb ganhou quem devia. Toy Story 4 nao merecia de jeito nenhum. Brad Pitt foi bem, num papel encomendado, estereotipado e caricato, mas nao merecia. Laura Dern mereceu, o papel ajudou demais, mas mereceu.

  • Avatar
    Gussem Fake:

    Superestimado: Coringa
    Subestimado: Parasita
    Merece só fotografia: 1917
    Merecia mais: Vingadores Ultimato
    Que diabos ta fazendo ali: Ford vs Ferrari

  • Avatar
    Jabah Vermelhinha:

    Meus palpites:
    Filme: 1917
    Diretor: Bong Joon-ho
    Ator: Kylo Ren
    Atriz: Charlize
    Roteiros: Parasita e Irlandês
    Animação: Klaus
    Efeitos especiais: Vingadores
    e é isso, todos sabemos que esses são os prêmios que realmente valem

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top