Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg

steven1-300x300 Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg
Steven Spielberg

Olá amigos, meu nome é Ricardo Melo, e sou um novo colaborador do Maxiverso. Vou começar falando de um ídolo de infância e uma particularidade dele que poucos conhecem. Abraços!

O visionário diretor Steven Spielberg, que possui três Oscars na bagagem (2 por diretor e um como produtor), é conhecido mundialmente por suas fantasias, ficções-científicas e dramas históricos com vasto número de efeitos especiais e temas sentimentais. Fascinado pelo espaço, Spielberg já demonstrou isto em produções que exploram a possibilidade de existência de OVNIS e extra-terrestres como “Contatos Imediatos do 3° Grau” (1977), “E.T. – O Extra-Terrestre” (1982), “A Guerra dos Mundos” (2005) e “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” (2008).

Anúncios

Uma das marcas registradas do diretor é inserir cenas de estrelas cadentes em alguns de seus filmes e produções.

O fascínio do diretor por estrelas cadentes vem desde a infância. Segundo a biografia Steven Spielberg: A Biography de Joseph McBride, quando criança, seu pai Arnold Spielberg, durante a noite, inesperadamente o conduziu para fora da cama e colocou-o no carro para o que seria uma jornada decisiva. Seria a primeira vez que Steven testemunharia a beleza do espaço de primeira mão. Seria a primeira vez que ele veria uma chuva de meteoros de perto. Seria o ponto de partida para o seu interesse no espaço e seu uso de estrelas cadentes. O próprio Steven Spielberg relatou o evento:

Eu não sabia o que estava acontecendo. Foi assustador. Minha mãe não estava comigo. Então pensei: ‘O que está acontecendo aqui’? [Meu pai] tinha uma garrafa de café e trazia cobertores, e dirigimos por cerca de meia hora. Nós finalmente puxamos para o lado da estrada, e havia um par de pessoas, deitadas de costas, no meio da noite, olhando para o céu. Meu pai encontrou um lugar, espalhou o cobertor e nós dois nos deitamos.

Ele apontou para o céu e havia uma magnífica chuva de meteoros. Todos esses incríveis pontos de luz atravessavam o céu. Era uma exibição fenomenal, aparentemente anunciada antecipadamente pelo escritório meteorológico. Meu pai realmente me surpreendeu – Na verdade, ele se assustou comigo ! Ao mesmo tempo, no entanto, eu estava tremendamente atraído pela fonte, para o que estava causando isso .


jaws2-300x300 Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg
Tubarão (1975)

Tubarão (1975)

A primeira vez que um filme de Spielberg contou com uma estrela cadente foi no filme Tubarão (Jaws) em 1975, em uma cena final na qual o personagem Chefe Martin Brody, interpretado por Roy Scheider, se prepara para enfrentar o terrível tubarão branco no seu barco Orca. A cena foi gravada de manhã e é possível ver em um determinado momento, com o céu quase escuro, uma estrela cadente cortando a tela ao fundo. A cena foi rápida e… não foi proposital. Sim, não existe quaisquer efeitos especiais na cena, realmente quando estavam filmando a mesma, uma estrela cadente apareceu na filmagem. Spielberg considerou aquilo como uma benção e passou a usar através de efeitos, as estrelas cadentes em vários de seus filmes.

close-300x300 Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg
Contatos Imediatos de 3º Grau (1977)

Contatos Imediatos de 3º Grau (1977)

Seu filme seguinte, em 1977, Contatos Imediatos do 3° Grau (Close Encounters of the Third Kind),  sobre o tema extra-terrestre e ufologia, obviamente levou a uma nova cena com estrela cadente ao fundo da Devi’s Tower, antes do aparecimento da nave mãe.

Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984)

Na única aventura do Indiana Jones em que uma estrela cadente aparece, foi quando Indy (Harrison Ford) e Short Round discutem no alto de um morro tendo a vila indiana de Mayapore ao fundo.

25-300x300 Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg
De Volta para o Futuro Parte III (1990)

De Volta para o Futuro Parte III (1990)

Não são apenas em alguns filmes dirigidos por Spielberg que vemos estrelas cadentes, mas também em suas produções, possivelmente uma homenagem do diretor do filme ao produtor Spielberg. Com foi o caso de De Volta Para o Futuro III (1990) dirigido por Robert Zemeckis. Em uma cena em que Doc Brown (Christopher Lloyd) e Clara Clayton (Mary Steenburgen) estão observando as estrelas e acabam se beijando é possível notar uma estrela cadente ao fundo.

Fontes:

http://fromdirectorstevenspielberg.tumblr.com/post/51555975375/steven-spielberg-questions-why-does-spielberg-use-shooti

http://www.memoriadatv.com/2016/11/de-volta-para-o-futuro-parte-3-1990-tetra-audio-bluray-1080p.html

obs: Este texto foi publicado inicialmente no blog http://unidadedecarbonoterra.blogspot.com.br e está aqui reproduzido com sua devida autorização.

printfriendly-pdf-email-button-notext Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg
The following two tabs change content below.
AvatarRicardo-150x150 Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg

Ricardo Melo

Profissional de TI com mais de 10 anos de vivência em informática. Tem como hobby assistir seriados de TV, ir ao cinema e namorar!!! Fã de rock'n'roll, música eletrônica setentista, ficção-científica e estudos relacionados a astronáutica. Quis ser astronauta, mas moro no Brasil... Os anos 80 foram meu playground!

17 thoughts on “Análise: Estrelas cadentes nos filmes de Steven Spielberg

  1. pra mim foi uma forçada de barra esse artigo… ok tem 2 estrelas cadentes em filmes, e mais uma que foi natural… mas e ai? muitos filmes tem estrelas cadentes em cenas em que casais estao sob as estrelas é clichê até

  2. Acabei de assistir o filme Jaws e estava pesquisando sobre o assunto. Aqui no artigo cita apenas uma estrela cadente em Jaws, mas eu vi duas! Será que são as duas filmagens reais ou um é efeito visual?
    A primeira delas aparece numa cena em que a câmera está no barco, enquanto a segunda aparece em um take bem mais aberto, que pega parte da costa e do oceano.

    1. Não havia CGI na época, portanto são realmente verdadeiras…um raio não costuma cair duas vezes no mesmo lugar…então…era um sinal de sorte de uma produção atribulada, na qual o Spielberg, então diretor iniciando quase foi mandado embora durante a produção…

  3. li nao sei onde que que ele apostou com o George Lucas que o Contatos Imediatos e Star Wars iam ser fracassos, ai quem ganhasse ia ter participacao na bilheteria do outro filme, e como Star Wars foi sucesso o Spielberg tem uma participacao na bilheteria dos Star Wars isso é verdade

    1. Isto é verdade, quem sabe não vira tema de um outro post, na qual gostaria de falar sobre a amizade que Spielberg e Lucas possuem a quase 50 anos…

  4. Vc podia fazer um artigo pra cada grande diretor com curiosidades sobre suas obras, como manias, coisas que se repetem. Pq o Hitchcock sempre aparecia nos filmes, pq o Depp sempre é contratado pelo Tim Burton, essas coisas rs pode parecer bobeira pra quem sabe mas pra mim é muito interessante saber mais sobre isso.

    1. Pois é, seria interessante, só que não tenho muitas intimidades com outros, como tenho com o Spielberg que eu acompanho desde 82. Mas é uma boa ideia sim.

  5. vi o filme novo dele e achei bom… Spielberg está numa descendente, normal, pela idade… já não faz mais grandes filmes..> Cavalo de Guerra, Gigante Amigo, The Post, Ponte de Espioes, Lincoln, Tin Tin… filmes legais, mas nada incrivel.

    1. Creio que ele já nos deu o melhor da carreira, não precisa mais do que isto mesmo : Contatos Imediatos, Trilogia Indiana Jones, E.T., Lista de Schindler, Jurassic World, Resgate do Soldado Ryan. Isto acontece com vários outros diretores bons, vide Ridley Scott ou James Cameron, ou mesmo Coppolla ou Scorsese.

    1. Apenas Tubarão de 75 foi real. O resto foi truque ou computação gráfica. Antes dos anos 90, não tinha exatamente CGI pra fazer isto.

  6. Nossa que legal isso. Como é que vc soube disso, vc pesquisou por conta propria ou viu alguem falar sobre isso?

    1. Sou fã de Steven Spielberg desde que aos 8 anos fui assistir E.T. no cinema e ele virou meu diretor preferido. Até a pouco tempo, não sabia deste detalhe, mas uns amigos do fã clube do De Volta pra o Futuro me falaram sobre o lance da estrela cadente no BTTF3, pesquisei e vi que tudo surgiu a partir de Tubarão, em um evento que realmente aconteceu e ele viu aquilo como sinal de sorte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *