Maxiverso
LIVROS & HQsLivros: ResenhasResenha: O Homem que Caiu na Terra (The Man Who Fell to Earth)
David Bowie inÊNicolas Roeg'sÊÊTHE MAN WHO FELL TO EARTH (1976). Courtesy Photofest.

Resenha: O Homem que Caiu na Terra (The Man Who Fell to Earth)

Título: The Man Who Fell to Earth (no Brasil: O Homem que Caiu na Terra)

Autor: Walter Tevis

Editora: Darkside

Ano: 1963 (no Brasil: 2016)

Páginas: 224

Quando vi o livro, dada a morte de David Bowie no começo no ano, pensei que fosse uma biografia do estimado cantor. Não conhecia o filme. Foram várias páginas até notar que ele não apareceria no livro. Aí tomei conhecimento do filme.

O Homem que Caiu na Terra é uma ficção científica que representa bem o tempo em que ela fora escrita. Talvez hoje, principalmente para as pessoas mais novas, seja absurdo pensar em alienígenas vindos de Marte ou de Vênus. Contudo essa era uma crença grande entre os menos céticos da sociedade. Marcianos e venusianos ao invés de vidas existentes em outras galáxias a milhares e milhares de anos luz.

david-bowie-1170x658 Resenha: O Homem que Caiu na Terra (The Man Who Fell to Earth)

Arte do livro “O Homem que Caiu na Terra”. Darkside, 2016.

Assim, quando Nathan Bryce, um químico, nota o rápido desenvolvimento da tecnologia no último ano, ele logo infere: um marciano veio pra Terra.

E ele não está tão errado.

O senhor Newton (interpretado no filme pelo David Bowie), dono da World Enterprises Corporations, que vem desenvolvendo as novas tecnologias, é, de fato, um ser de fora da Terra. De Anthea, mais precisamente. Um planeta que está morrendo e enviou sua última salvação para a Terra, um planeta com tudo muito abundante.

O plot principal, ao meu ver, é a imersão de um ser externo a humanidade na própria. A afeição crescente e a empatia improvável. Com o tempo na Terra, Newton torna-se cada vez mais humano.

Por outro lado, outras coisas são interessantes e relevantes (no tocante à época na qual o livro foi escrito): o receio de uma guerra que acabaria com o mundo, o ambiente da Guerra Fria e grandes especulações envolvendo o governo.

É um clássico da ficção científica, tido por muitos como um filme cult; logo, um livro cult também, curto e que vale a pena ler. É divertido e instigante.

Por fim, seria maldade não destacar o papel gráfico que a Darkside entrega. Um livro maravilhoso de capa dura com cores fortes e até com as folhas pintadas de laranja nas dobras. É muito bonito! Para colecionar mesmo!

No votes yet.
Please wait...
Avaliação
The following two tabs change content below.
AvatarMatheus-150x150 Resenha: O Homem que Caiu na Terra (The Man Who Fell to Earth)

Matheus Mundim

Economista por formação e escritor por insistência. Acreditava que devíamos nos envolver com a ficção, pois as verdades da vida nos levariam à loucura. Enlouqueceu acreditando nisso.

2 comments

  • Georgina:

    A premissa é bem legal e, realmente, abre espaço para falar de temas bem diversos. Não prestei muita atenção nesse livro quando a Darkside anunciou o lançamento, mas agora está na lista!

    • Paul Poe:

      o livro é melhor que o filme, que ficou lento demais, tomadas longas e inertes, pouco conteúdo narrativo e muitas cenas desnecessárias, constando lá apenas para composição temática visual… apesar do Bowie – que com seu jeito andrógino e meio blazé ficou perfeito no papel – o filme não consegue ser bom, é cult apenas pela temática.

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top