Maxiverso
livroAcademiaJediAleph3

Resenha: Academia Jedi

livroAcademiaJediAleph1 Resenha: Academia JediTítulo: Academia Jedi
Título original:
Jedi Academy
Autor: Jeffrey Brown
Editora: Aleph
Ano: 2015
Tradução: Isadora Próspero
Páginas: 176

A Editora Aleph brinda mais uma vez os fãs de Star Wars – e de literatura de uma forma geral – com essa obra deliciosa que é Academia Jedi, escrita por Jeffrey Brown (o mesmo dos igualmente ótimos A Princesinha de Vader e Darth Vader e Filho).

Com muita leveza, um humor leve e despretencioso, e uma narrativa aparentemente ingênua, mas com várias camadas e nuances de entendimento, que lhe propiciam ser apreciado tanto por jovens quanto por adultos, Academia Jedi é um livro escrito em forma de diário ilustrado.

Na obra, acompanhamos o jovem Roan Novachez, de Tatooine (pra quem não sabe, o mesmo planeta desértico onde Luke Skywalker morava antes de se juntar a Obi-Wan e à Aliança Rebelde), que terminou a fase primária de seus estudos e sonha em fazer a etapa secundária na Academia de Pilotos, já que seu irmão mais velho seguiu o mesmo caminho do pai de Roan, que é um renomado piloto da República.

No entanto, as expectativas de Roan se vêem frustradas quando seu ingresso na Academia é negado. Chateado com um futuro que se mostra tedioso e “chato”, em que se vê frequentando a escola de agricultura e, depois, trabalhando na lavoura da família, Roan é surpreendido com uma carta da Academia Jedi de Coruscant, convidando-o a se tornar um padawan (um aprendiz de Jedi).

Em dúvida sobre o que fazer a respeito, Roan acaba aceitando o convite e parte rumo ao planeta capital, onde inicia seus estudos na arte da Força.

Assim, acompanhamos o diário de Roan, com páginas apenas escritas, outras com ilustrações soltas (imitando realmente uma folha do diário do jovem) e outras ainda narrando os acontecimentos como uma história em quadrinhos.

livroAcademiaJediAleph2 Resenha: Academia JediNas desventuras de Roan, os adolescentes vão se identificar com várias etapas da vida de colégio, como os temores dos primeiros dias de aula, o sentimento de solidão diante de uma turma já formada, na qual você entra no meio sem conhecer ninguém, a descoberta de alguns amigos – e a contrapartida dos “valentões” e bullies que sempre existem, em qualquer galáxia, aparentemente – além da relação sempre complicada com os professores.

Para os mais velhos, a identificação de dezenas de easter eggs, as citações e referências ao universo Star Wars são um prazer à parte. Vemos por exemplo, como Yoda faz parte do corpo docente (tendo inclusive assinado o convite à Roan!) e como mostra as mesmas características psicológicas e gostos culinários que vimos depois em O Império Contra-Ataca. Do mesmo modo vemos os catálogos de naves que Roan lia quando ainda achava que ia para a Academia de Pilotos, e identificamos várias delas (inclusive um protótipo de X-Wing que o irmão mais velho dele cita em uma carta).

Como o livro narra o primeiro ano de aulas de Roan, vemos, pelos olhos do padawan, as dificuldades que o mesmo passa nas aulas de matemática, história galáctica, física, etc, e também nas aulas práticas, como a da montagem de sabre de luz e no laboratório de ciências. Também podemos ver suas atividades extra-curriculares e acompanhar seus sentimentos e euforias, conforme vai vencendo as etapas que lhe são apresentadas e começa a se enturmar e tirar o atraso para os alunos mais iniciados na Força.

Aliás a linguagem e a narrativa são tão imersivas que nos sentimos realmente na pele de Roan e podemos muitas vezes nos ver reagindo como ele às situações apresentadas e às descobertas e novidades que essa etapa da vida trás, como conhecer aliens diversos, robôs e outras criaturas, além de começar a descobrir a Força.

A edição da Aleph – como sempre – está maravilhosa. A capa dura brilhante e o miolo de alta qualidade fazem desse um livro para ser lido e guardado com carinho. A edição é tão caprichada que muitos pais, com certeza, vão preferir ler para os filhos do que dar na mão deles, pelo cuidado que a obra merece no manuseio. Já tem duas sequências publicadas!

Mais do que recomendada, Academia Jedi é obrigatória para os fãs da franquia, de todas as idades. Aliás, o livro é tão bom que recomendamos para todos, mesmo os não iniciados na saga.

Avaliação
The following two tabs change content below.
AvatarRalph-150x150 Resenha: Academia Jedi

Ralph Luiz Solera

Escritor e quadrinhista, pai de uma linda padawan, aprecia tanto Marvel quanto DC, tanto Star Wars quanto Star Trek, tanto o Coyote quanto o Papaléguas. Tem fé na escrita, pois a considera a maior invenção do Homem... depois do hot roll e do Van Halen, claro.

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top