Maxiverso

Star Trek: Uma jornada além das Estrelas… Epílogo da TV

Aqui no Maxiverso, fizemos a análise dos seriados e filmes da franquia Star Trek, desde sua origem até as obras mais atuais.

Star Trek deixou de ser um programa de ficção-cientifica que mal conseguiu chegar à terceira temporada da série original no final dos anos 60, para se tornar um fenômeno cultural, e hoje 5 décadas depois, seu legado dificilmente parece terminar, pois novas produções ainda continuam a obra iniciada por Gene Roddenberry (1921-1991).

Nossa missão foi apresentar a franquia como um todo, e tivemos que dividir isto em capítulos, para não cansar nossos leitores. Recebemos reviews positivos, e continuamos capítulo a capítulo a falar de todas as séries e filmes.

Mas o que ainda nos aguarda nesta fronteira “infinita”?

Vimos até agora que após um novo hiato com o fracasso de bilheterias do longa Star Trek – Nemesis (2002) e o cancelamento prematuro do seriado Star Trek – Enterprise (2003), o produtor Rick Berman, que foi o sucessor do criador original de tudo, Gene Roddenberry, perdeu o comando da franquia. Ao mesmo tempo que houve uma divisão da empresa que controlava os estúdios Paramount e a rede de TV CBS, fazendo com que os direitos de cinema e TV também fossem divididos, com cada lado desenvolvendo à parte seus próprios projetos, desmembrando parte da franquia de seu canon original.

Assim, a Paramount – a partir de 2009 – começou a lançar novos filmes para o cinema, usando o chamado Universo Kelvin, com a tripulação comandada pelo Cap. Kirk com outros atores, reescrevendo e apagando as estórias estabelecidas anteriormente. Enquanto isso, a CBS, detentora dos direitos de TV, a partir de 2017, lançou uma nova série de TV e Streaming, Star Trek – Discovery, iniciando um novo ciclo de séries na telinha. Com o sucesso de Discovery, que atualmente irá pra sua terceira temporada, a CBS está apostando alto novamente na famosa franquia para lançar novas séries, agora obedecendo o novo mercado streaming, na qual poderá fazer temporadas curtas e de boa qualidade, ao mesmo tempo que produz muito mais conteúdo.

A boa notícia mesmo aconteceu em agosto de 2019: após meses de negociações e 13 anos de separação, a CBS e a Viacom (detentora da Paramount e seus filmes de cinema) voltaram oficialmente a ser uma única empresa. A fusão criou uma nova companhia de mídia, chamada de ViacomCBS Inc., e que já nasceu com um valor de mercado de US$ 28 bilhões. Isto significou para Star Trek que os direitos de cinema e TV, que estavam separados, voltaram a ter o mesmo controle e assim o canon pôde novamente andar junto, independente da mídia apresentada. Em vista disto, a situação atual da franquia, que está mais aquecida como nunca, resultou que foram criadas várias frentes de desenvolvimento de projetos no cinema e TV.

Neste artigo, iremos detalhar apenas os projeto voltados para a telinha:

TV e Streaming: vários projetos, inclusive relativos a animações

A CBS continua sua expansão da franquia Star Trek na TV.

Em julho de 2018 o produtor Alex Kurtzman assinou um contrato de cinco anos com o grupo para criar e produzir séries, animações e conteúdos novos para Star Trek. Ele praticamente assumiu o manto de “Poderoso Chefão” da franquia na TV, algo que no passado foi de Gene Roddenberry e posteriormente de Rick Berman. O controle dele não está relacionado aos filmes de cinema, pelo menos por enquanto, mas lembramos que ele foi co-produtor, com J. J. Abrams, dos filmes da “Timeline Kelvin” para a Paramount.

Star Trek: Discovery

A ViacomCBS Inc sentiu que o legado de Star Trek foi totalmente reativado com a série ST: Discovery, que continuará mais algum tempo como carro chefe atual dos projetos de TV. Em vista disto, Discovery ganhou sinal verde para produção de sua terceira temporada, e o chefe da franquia na TV, o produtor Alex Kurtzman, falou ao Los Angeles Times em maio de 2019 sobre o que esperar dela. A terceira temporada está sendo escrita agora com Kurtzman e a coshowrunner Michelle Paradise. Ele falou brevemente sobre as oportunidades disponíveis para os escritores, saltando a série para o futuro:

” Agora que estamos livres do cânon, podemos nos fazer algumas perguntas incrivelmente ousadas e complicadas. Nós mergulhamos fundo em nossa imaginação e pensamos em como o universo pareceria 930 anos depois.”

Agora em Julho de 2020 a CBS confirmou oficialmente que a terceira temporada terá sua estreia em 15 de outubro deste ano. Ela contará com 13 novos episódios, que serão disponibilizados sempre às quintas-feiras no CBS All Access nos EUA e às sextas-feiras na Netflix ao redor do mundo, incluindo o Brasil (aqui a estreia será dia 16 de outubro na Netflix).

Em 8 de setembro de 2020, para celebrar os 54 anos da franquia, a CBS liberou o primeiro trailer da terceira temporada:

Star Trek: Picard

Um dos primeiros projetos de Alex Kurtzman como novo chefe geral da franquia Star Trek na TV foi o anúncio de uma nova série estrelada por Patrick Stewart, reprisando seu papel de Jean-Luc Picard da série Jornada nas Estrelas: A Nova Geração. Além de Kurtzman, o produtor Akiva Goldsman (que trabalhou na primeira temporada de Discovery) também estava ligado ao projeto.

Quando a CBS se aproximou pela primeira vez de Patrick Stewart sobre a criação de mais séries de Star Trek, Kurtzman acreditava que Picard era o maior capitão de Star Trek e incluiu uma série apresentando o personagem em sua lista. Kurtzman e Goldsman entraram em contato com Stewart pela primeira vez em 2017, apesar de suas declarações anteriores de que ele já havia terminado com a franquia. Finalmente, após apresentarem a ideia para Stewart, o ator concordou em reprisar seu famoso papel. O próprio Stewart também foi colocado como produtor executivo da série ao lado de Kurtzman, Goldsman, Chabon, o roteirista da Discovery James Duff, Heather Kadin da produtora Secret Hideout de Kurtzman, Rod Roddenberry (filho do criador de Star Trek, a lenda Gene Roddenberry) e Trevor Roth do Roddenberry Entertainment. Beyer também continuou parte da equipe criativa.

A série foi lançada finalmente em janeiro de 2020, como Star Trek: Picard, com a primeira temporada consistindo em 10 episódios, sendo exibidos no CBS All Access nos EUA e no resto do mundo no Amazon Prime. A série se passa 18 anos após a última aparição de Jean-Luc Picard no filme Star Trek: Nemesis (2002), e encontra o personagem profundamente afetado pela morte de Data, assim como pela destruição de Romulus como mostrada no filme Star Trek (2009).

A série conta  com um novo elenco encabeçado pelo próprio Patrick Stewart, além de Santiago Cabrera como Cristobal “Chris” Rios, o piloto da nave de Picard, Michelle Hurd como Raffi Musiker, ex-oficial da inteligência da Frota Estelar, Evan Evagora como Elnor, Alison Pill como Dr. Agnes Jurati, Harry Treadaway como Narek e Isa Briones como Dahj, uma jovem mulher que procura Picard para obter ajuda. Além destes atores, temos a participações especial de vários atores no passado de Picard e de outras séries como Brent Spiner como Data, Jeri Ryan como Sete de Nove, Jonathan Del Arco como Hugh, Marina Sirtis como Deanna Troi e Jonathan Frakes como William Riker.

A série pegou os fãs mais nostálgicos pelo coração e conseguiu uma ótima audiência. As críticas também foram positivas. No Rotten Tomatoes a série obteve um índice de aprovação de 87% e uma nota média de 7,82/10, baseada em 65 resenhas. O consenso do site era: “Liderado pelo incomparável Patrick Stewart, Picard se afasta do protocolo da Frota Estelar com uma história serializada mais lenta, mas como todo grande Star Trek, encara temas oportunos com graça e acaba sendo um avanço excitante para uma nova fronteira”.

Antes mesmo de sua estreia, em dezembro de 2019, a CBS All Access renovou a série para uma segunda temporada de 10 episódios. A ideia original é que a série tenha 3 temporadas. A segunda temporada poderá estrear no final de 2020 e continuar sua exibição dos próximos episódios em 2021, mas nenhuma data foi divulgada ainda.

Trailer da 1ª Temporada

Star Trek: Lower Decks

Desde o início dos anos 70 não havia uma animação oficial de Star Trek, mas a CBS resolveu apostar no retorno das animações, e convidou o produtor Mike McMahan (co-roteirista da série controversa e já considerada cult Rick and Morty e cocriador de Solar Opposites), para desenvolver uma nova série animada em uma ambientação cômica sobre a vida cotidiana de personagens menos badalados da Frota Estelar, na pequena nave USS Cerritos. A trama é canônica e acontece em 2380, após os eventos do filme Star Trek: Nêmesis.

Para as vozes foram convidados Tawny Newsome, Jack Quaid, Noël Wells, Eugene Cordero, Dawnn Lewis, Jerry O’Connell, Fred Tatasciore e Gillian Vigman.

A primeira temporada foi confirmada com 10 episódios, e sua estreia no CBS All Access aconteceu em 6 de agosto.

Séries Planejadas

Abaixo resumimos a situação do que está sendo planejado em termos de séries da franquia.

Star Trek: Section 31

A série ST: Discovery mostrou que a franquia renasceu forte como nunca. Em vista disto, em fevereiro de 2019 a CBS confirmou que um dos personagens da série, a ex-imperatriz terráquea do universo espelho, Philippa Georgiou, será protagonista de uma nova série spin-off, Star Trek: Section 31.

A Sessão 31 já havia sido vista em outras séries e filmes anteriores, e seria uma unidade secreta, que age muitas vezes, sem a autorização da própria Frota Estelar e acima da lei… tudo para conseguir – por meios escusos ou não – novas tecnologias. Na 2º temporada de Discovery, a Sessão 31 teve um papel importante.

Os produtores do seriado, viram um grande potencial sobre ela com a atriz Michelle Yeoh que interpreta Philippa Georgiou.

philipa Star Trek: Uma jornada além das Estrelas... Epílogo da TV

A série vem sendo desenvolvida pelos escritores de Discovery, Bo Yeon Kim e Erika Lippoldt. O episódio piloto deveria ser filmado após o fim dos trabalhos da terceira temporada de Discovery, mas a pandemia atrasou esses planos.

Não existe ainda uma data de estreia.

Star Trek: Prodigy

Antes mesmo da estreia da série animada Star Trek: Lower Decks, a CBS autorizou mais uma série animada que desta vez será lançada fora do canal CBS All Access, pois será desenvolvida totalmente dentro do canal juvenil Nickelodeon. A série será Star Trek: Prodigy e está sendo desenvolvida pelos irmãos  Dan e Kevin Hageman (Trollhunters e LEGO Ninjago), e Ben Hibon (Codehunters) foi escolhido o diretor da animação e também produtor executivo. Será uma série voltada totalmente ao público infantil, para se formar novos fãs de Star Trek desde pequenos.

prodigy Star Trek: Uma jornada além das Estrelas... Epílogo da TV

A produção é uma parceria da CBS e do Nickelodeon, ambos membros do mesmo conglomerado que surgiu da fusão entre Viacom e CBS.

A série ainda está longe da estreia, até porque está no processo inicial de gestação. Mesmo assim, em agosto de 2020, foram revelados alguns detalhes: a série seguirá um grupo de  jovens rebeldes que raptam uma velha nave da Frota Estelar abandonada e partem em busca de aventuras.

A previsão de estreia no Nickelodeon será em 2021, ainda com uma data a definir.

Star Trek: Strange New Worlds

A segunda temporada de Discovery trouxe novas possibilidades de novas séries passadas neste universo (além da já confirmada ST: Section 31). O produtor Alex Kurtzman escutou os anseios do grande público, que ficou encantado com a presença da Enterprise do Cap. Pike na série, o que elevou ainda mais a audiência. Em vista disto, um dos Short Treks que espera a terceira temporada de Discovery, o episódio Q&A, foi inteiramente dedicado a esta tripulação, fazendo com que fãs exigissem uma série exclusiva para a tripulação do Capitão Christopher Pike (Anson Mount), com Number One (Rebecca Romijn) e o jovem Spock (Ethan Peck).

newworld Star Trek: Uma jornada além das Estrelas... Epílogo da TV

Sendo a demanda muito alta junto aos fãs, em maio de 2020 a CBS, através de um link de vídeo publicado nas mídias sociais de Star Trek, anunciou a produção da nova série Star Trek: Strange New Worlds, totalmente voltada as aventuras da USS Enterprise com Pike, Spock e Number One (cujo nome verdadeiro é Una).

O episódio piloto da série foi escrito por Akiva Goldsman com um roteiro dele próprio com Alex Kurtzman e Jenny Lumet. O trio assumirá a produção executiva da série ao lado de Henry Alonso Myers, Heather Kadin, Rod Roddenberry e Trevor Roth. Aaron Baiers, Akela Cooper and Davy Perez serão co-produtores executivos.

As gravações ainda não começaram (devido a pandemia). A série não tem data de estreia, mas foi programado que a primeira temporada tenha 10 episódios e será exibida de forma episódica (com uma história diferente em cada episódio, e não serializada).

O projeto não tem data ainda de início de produção ou data de lançamento. Em entrevista ao Golden Derby, Kurtzman revelou sobre a situação das filmagens: “Estamos conduzindo nossas salas dos roteiristas no Zoom, e o lado positivo é que conseguimos avançar bastante nos roteiros das próximas temporadas de Discovery, Picard e Strange New Worlds, que começará a ser filmada no ano que vem, e Section 31.”

Short Treks – Novas temporadas

O sucesso de Discovery levou a CBS All Access a desenvolver uma série de curtas, os Short Treks, entre a primeira e a segunda temporada de Discovery (um total de 4 curtas) e depois uma nova leva de curtas entre a segunda e a terceira temporadas de Discovery e a primeira temporada de Picard (um total de 6 episódios). Estes curtas mostram situações de personagens que depois serão complementadas nos episódios dos seriados. O sucesso junto aos fãs tem sido positivo, pois alivia o tempo de espera entre uma temporada a outra.

O produtor Alex Kurtzman, falando ao Golden Derby, revelou que pretende fazer mais curtas e tem ideias muito bacanas sobre isto: “Os Short Treks são como as histórias de O. Henry. Foram uma experiência incrível porque eu amo a ideia de usá-los como experimento com diferentes tons e estilos. Há muitas formas diferentes que os curtas podem tomar.”

Além disso, Kurtzman revelou que adoraria fazer um episódio musical ou todo em preto-e-branco. “Eu poderia pensar em 50 maneiras diferentes que nós poderíamos contar histórias, em 50 pontos diferentes do universo de Star Trek que não seriam bons pontos para as séries maiores”.

Teaser da 2ª temporada:

Até o momento, nenhum novo curta está em produção, mas podemos ter certeza que uma nova temporada está no planejamento futuro.

Outros projetos

Além de todos os projetos que estão em curso atualmente (Discovery, Picard e Lower Deck) e os que serão lançados futuramente (Section 31, Strange New Worlds e Prodigy), o chefe da franquia Star Trek na TV, Alex Kurtzman, ainda promete novas surpresas. Isto porque no começo de 2020 ele havia anunciado duas novas séries. Uma delas foi confirmada como Star Trek: Strange New Worlds, mas a outra ficou mantida em sigilo – e, claramente, não se trata de Star Trek: Section 31.

Rumores apontam que poderia ser uma série sobre o vilão Khan (apresentado no filme ST II – A Ira de Khan e no ST: Além da Escuridão), isto porque Nicholas Meyer, diretor de ST: II, havia sido contratado pela CBS para ser consultor em ST: Discovery e escrever uma série sobre Khan, projeto que segundo ele, foi descartado e na qual ele abandonou a franquia logo em seguida.

Outro rumores apontam que a série poderá ser sobre cadetes da Frota Estelar, ideia antiga que já foi estudada ainda no tempo dos filmes da série clássica e depois em alguns episódios de outras séries e histórias do universo expandido da franquia.

Como podem ver, o futuro da franquia na TV (ou stream) é promissor e parece não ter mais limites. Em breve, veremos o futuro de Star Trek nos cinemas, com vários projetos sendo desenvolvidos ao mesmo tempo.

Fiquem atentos, lembrando que se a Fronteira é final… então também não temos limites.


[RM-RS – CBS / Paramount / Star Trek.com]

Avaliação
The following two tabs change content below.
AvatarRicardo-150x150 Star Trek: Uma jornada além das Estrelas... Epílogo da TV

Ricardo Melo

Profissional de TI com mais de 10 anos de vivência em informática. Tem como hobby assistir seriados de TV, ir ao cinema e namorar!!! Fã de rock'n'roll, música eletrônica setentista, ficção-científica e estudos relacionados a astronáutica. Quis ser astronauta, mas moro no Brasil... Os anos 80 foram meu playground!

6 comments

  • Avatar
    Guilherme Sema:

    to doido pra ver Lower Decks hehehe

  • Avatar
    Angel Kis:

    cara que texto maravilhoso, ja reli duas vezes… trekkie que se preza tem que ler isso, sou fã de Jornada, das antigas, e seus textos até me fizeram ter vontade de reassistir a serie NG

    • Ricardo Melo
      Ricardo Alves de Melo:

      Aproveita que tem no Netflix, mas fui informado que ano que vem, a CBS vai trazer seu canal de stream ao Brazil, e tudo que tiver Star Trek, serão removidos da Amazon e Netiflix.

  • Ricardo Melo
    Ricardo Alves de Melo:

    Já estamos quase finalizando, no próximo epílogo, falaremos sobre como estão os andamentos para as próximas produções de cinema. Aguardem.

  • Avatar
    CityOitoZero:

    Picard alterna bons episodios com outros terriveis, assim como Discovery. Duas series que gostamos mas que sao irregulares… uma hora vc ama, outra vc odeia. So que Picard é uma pegada mais sentimental e nostalgica mesmo, pq como série mesmo, se for ver, é fraca. Nao acrescenta muito no universo da franquia. É mais pelos fãs mesmo.

  • Avatar
    Epic Free:

    aeee eu estava ansioso pra esse artigo!!! adoro essa série de vcs sobre ST!

leave a reply

Contate-nos

Contate-nos por email ou nos procure nas redes sociais

soleblog.brasil@gmail.com

  • Top 7 personagens icônicos de séries
  • Top 7 Filmes diferentes do convencional
  • Top 7 Maiores Compositores de Trilhas Sonoras do Cinema
  • Top 7 robôs mais importantes da ficção II
Back to Top