Cenas épicas: quando a música é um personagem

Praticamente todos os filmes têm trilha sonora, com raras exceções (alou, movimento Dogma 95?).

Mas a maioria tem a música como apenas um fundo sonoro, para preencher alguns momentos específicos ou cenas específicas. Nesses casos, normalmente a trilha sonora é “esquecível”.

Anúncios

Ou então, nos lembramos dela porque a música é legal, ou até pelo motivo de ser tocada/cantada por algum artista de ponta.

E só.

Mas existem casos em que a música é praticamente um personagem, tamanha sua importância em um filme.

Aqui temos um exemplo claro. O canal do YouTube Auralnauts extraiu a música da clássica e imortal cena da cerimônia na Sala do Trono, no final de Star Wars – Episódio IV – Uma Nova Esperança.

Pra quem não conhece (em 2015 ainda existe quem não conheça?), pode não parecer grande coisa, mas garanto: assistir os dois vídeos abaixo irá mudar sua opinião.

Pra quem conhece… “sinta” o primeiro vídeo:

Abaixo, a cena original:

Pra quem não conhece (em 2015 ainda existe quem não conheça?), a trilha sonora de Star Wars é composta e regida pelo maestro John Williams, um compositor que se tivesse nascido no Século XIX ou início do Século XX, seria considerado um gênio da música do porte de Wagner ou Verdi…

printfriendly-pdf-email-button-notext Cenas épicas: quando a música é um personagem
The following two tabs change content below.
AvatarRalph-150x150 Cenas épicas: quando a música é um personagem

Ralph Luiz Solera

Escritor e quadrinhista, pai de uma linda padawan, aprecia tanto Marvel quanto DC, tanto Star Wars quanto Star Trek, tanto o Coyote quanto o Papaléguas. Tem fé na escrita, pois a considera a maior invenção do Homem... depois do hot roll e do Van Halen, claro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *