Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção

O romance premiadoO romance de ficção-científica RendezVous with Rama (Encontro com Rama), lançado em 1973 pelo premiado escritor Sir Arthur C. Clarke (1917-2008) foi um livro best seller, vencedor dos dois principais prêmios de ficção-científica o Nebula e o Hugo Awards. O sucesso levou Clarke (2001 – Uma Odisseia no Espaço) a escrever uma série de continuações com o engenheiro espacial da NASA, Gentry Lee: Rama 2 (1989), The Garden of Rama (1991) e Rama Revealed (1993). Posteriormente o próprio Lee expandiu a série para dois romances passados no mesmo universo: Bright Messengers (1995) e Double Full Moon Night (1999). Na sinopse do livro: Em 2077 um asteroide cai no continente europeu, resultando em milhares de mortes e muita destruição. Os líderes mundiais decidem criar uma “Guarda Espacial” para detectar esses objetos a tempo e evitar que novas catástrofes aconteçam. Cerca de 50 anos depois, um objeto gigantesco e de comportamento misterioso é descoberto. Este é batizado de Rama. Logo descobre-se que o suposto asteroide é na verdade uma enorme nave alienígena, um cilindro medindo cerca de 50 quilômetros de comprimento. Com um misto de medo e curiosidade, divididos entre os que pregam a defesa da Terra com um ataque imediato e os mais cautelosos, um grupo formado por militares e cientistas é enviado na nave Endeavour, do Comandante Bill Norton, para explorar o enorme artefato. Lá descobrem um mundo repleto de construções misteriosas.

Morgan Freeman se interessa para adaptar a história para as telas de cinema

Anúncios

rama-teaser-poster Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produçãoO sucesso do livro e suas séries de continuações levaram a outra série de desenvolvimentos como games e apresentações de rádio feitas pela BBC em 2009. Hollywood mostrou bastante interesse no romance de Clarke, cuja obra mais famosa, 2001 – Uma Odisseia no Espaço (1968) se transformou em um dos melhores filmes de ficção-científica de todos os tempos, dirigido pelo cineasta-lenda Stanley Kubrick (1928 – 1999).

Em abril de 2001, a produtora Revelations Entertainment, criada pelo ator Morgan Freeman e pela produtora Lori McCreary, estava batalhando para conseguir investidores para um ambicioso projeto de adaptar o livro RendezVous with Rama para os cinemas. O diretor escolhido na ocasião era David Fincher (Clube da Luta, Seven), com o próprio Freeman fazendo o papel principal de Comandante Norton, contando ainda com o renomado designer de produção, o quadrinista francês Moebius (Alien – O Oitavo Passageiro, Tron: Uma Odisseia Eletrônica). Nesta ocasião, o próprio ator Morgan Freeman esteve presente na Comdex-Chicago, onde apresentou no estande da Intel algumas imagens do mundo cilíndrico de Rama e um monstro-aranha. Ele afirmou que queria o lançamento do filme em 2003.rama3 Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção rama2 Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção rama1 Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produçãoUm ano depois, em abril de 2002, a produtora Revelations Entertainment, em um newsletter, informou que o filme estava sendo escrito por Bruce McKenna (série The Pacific, Inferno de Dante), com o auxílio do diretor David Fincher. O próximo passo era buscar empresas que financiassem o projeto, que estava sendo considerado como o de maior número de “efeitos especiais” da história, superando inclusive os filmes de Star Wars da trilogia prequela.Em setembro de 2002 o roteirista Scott Brick, em entrevista ao site de fãs do diretor David Fincher (Davidfincher.cjb.net) revelou que estava trabalhando no roteiro do filme: “A Revelations Entertainment merece um prêmio por fidelidade ao material original. Basicamente, no livro, existem diversos pequenos ápices, espalhados em cada capítulo. Isso é natural para um livro, afinal, é estruturado de uma forma diferente de um filme. O meu trabalho foi colocá-los todos em uma só linha, uma sequência longa para que as coisas possam acontecer de maneira mais linear e mais próxima”, revelou Brick. O escritor também revelou que Arthur Clarke foi consultado durante todo o trabalho para ajudar na construção do roteiro.Depois de dois anos sem nada definido, em janeiro de 2004 o ator e produtor Morgan Freeman, falando para o site C|net, revelou o interesse da gigante da tecnologia Intel em produzir o filme e que o mesmo poderia ser exibido tanto nos cinemas como online via Internet  (detalhe, ainda não haviam canais de stream na época): “Isso é como o DVD, é uma ideia que está no ar há bastante tempo, mas que só tornou-se viável quando um estúdio decidiu apostar nela. A mesma coisa deve acontecer com a distribuição online de filmes. É só uma questão de quem vai apostar nela primeiro”. Não foram reveladas datas ou início da produção na ocasião.Em agosto de 2007, ao ser entrevistado pela MTV, foi perguntado ao ator se ele ainda tinha interesse no projeto: “Eu interpreto o capitão da nave Endeavor, que é encarregado de estabelecer contato com os alienígenas. É uma ficção científica bastante intelectual, um livro difícil de traduzir em imagens. Nós achamos difícil de traduzir, de aprontar o filme. Não tem armas, nem explosões. É ciência pura. Mas vale a pena tentar, e ainda estamos tentando”.Infelizmente em 19 de março de 2008, o renomado escritor Sir Arthur C. Clarke faleceu sem ver o resultado da produção, mesmo porque o projeto ficou no limbo das gavetas dos estúdios hollywoodianos por vários anos sem desenvolvimento. O próprio diretor David Fincher disse ao correspondente Marco Cerritos, do site FirstShowing.net que o projeto estava morto: “Parece que não vai acontecer. Não há nenhum script e, como você sabe, [Morgan Freeman] não está com a melhor saúde agora (Freeman se acidentou gravemente em um acidente de carro naquele ano). Temos tentado fazer isso, mas provavelmente não vai acontecer.”Em janeiro de 2011, durante divulgação do filme A Rede Social, o diretor David Fincher, falando ao site brasileiro Omelete, revelou porque o filme era difícil de sair: “É uma questão de as coisas se alinharem. Encontro com Rama tem uma ótima história e um papel incrível para Morgan Freeman, que é um ótimo ator e ficaria perfeito nesse caso. A questão era: será que conseguimos um script digno de Freeman? Será que conseguimos digno de Arthur Clark? Conseguimos fazer tudo isso num círculo que permita que o filme tenha as chances que quer ter? Por que queremos fazer um filme onde as crianças saiam do cinema e, ao invés de comprar um boneco, comprem um telescópio. Era isso que esperávamos. A esperança era, você sabe, interessar as pessoas no filme. Houve pessoas que se interessaram nessa ideia e nós nunca conseguimos um roteiro digno.”Em fevereiro de 2012, o ator Morgan Freeman foi entrevistado pelo cientista Neil Degrasse Tyson em seu programa de rádio StarTalk Radio. Freeman indicou que ainda tinha interesse em interpretar o papel do Comandante Norton para o filme, afirmando que “minha fantasia de comandar uma nave estelar é comandar o Endeavour”. Tyson então perguntou: “Então, isso é uma proposta para ser… aquela pessoa se ela algum dia fizer aquele filme?” ao que Freeman reafirmou: “Vamos fazer esse filme.” Em resposta a um apelo para “fazer com que saia mais cedo ou mais tarde”, Freeman reiterou que a dificuldade em criar um roteiro de alta qualidade é a principal barreira para o filme, afirmando que “… a única tarefa que você tem que é realmente muito difícil para fazer filmes, mais difícil do que ganhar dinheiro, é conseguir um roteiro… um bom roteiro!Então os anos se passaram, mais uma década chegou e finalmente parece que temos uma luz no fim do túnel… ou o prolongamento dela!

Denis Villeneuve e produtora de Blade Runner assumem produção do filmeDepois de uma década sem informações concretas, em 15 de dezembro de 2021, o site Hollywood Reporter informou que o diretor franco-canadense Denis Villeneuve (A Chegada, Duna) foi escolhido para dirigir a nova adaptação para os cinemas do aclamado livro RendezVous with Rama. O diretor Villeneuve, ao longo dos anos, vem se especializando no gênero ficção científica, com filmes como A Chegada (2016), Blade Runner: 2049 (2017) e Duna (2021), todos mais ou menos “no estilo” de Rama, com mais filosofia e conceitos científicos do que ação. Villeneuve comandará o filme  para a produtora Alcon Entertainment, que trabalhou com o diretor nos filmes Os Suspeitos (Prisoners) estrelado por Hugh Jackman e Jake Gyllenhaal, e em Blade Runner: 2049, estrelado por Harrison Ford e Ryan Gosling. Os produtores do filme serão os co-CEOs da Alcon (que financiará o projeto), Broderick Johnson e Andrew Kosove, além de Morgan Freeman e Lori McCreary, da Revelations Entertainment, detentora dos direitos cinematográficos.“Esta é uma das obras de ficção mais inteligentes do gênero; ela apresenta tantas perguntas quanto respostas e é um trabalho para o nosso tempo “, disseram Johnson e Kosove. “Combina perfeitamente com as brilhantes sensibilidades de nosso amigo e colaborador Denis e, especificamente, com seu amor e paixão pela ficção científica. Também temos o prazer de trabalhar com Morgan e Lori, que têm uma paixão de longa data por este IP.“.Resta saber agora a disponibilidade de Villeneuve para o projeto devido a agenda apertada, já que sua atual produção Duna ultrapassou a marca dos U$ 400 milhões em bilheterias mundiais para a produtora Legendary e a Warner Bros Studios tem seu plano para a Parte 2, a começar em 2022. O diretor ainda está ligado à série de TV Dune: The Sisterhood (Duna: A Irmandade), um spin-off prequela do filme, para o canal HBO Max. E ainda possui envolvimento na minissérie para a HBO, The Son, estrelada por Jake Gyllenhaal.


[RM-RS – Revelations Entertainment / Davidfincher.cjb.net / C|net / MTV / First Showing.net / Omelete / StarTalk Radio / Hollywood Reporter]

printfriendly-pdf-email-button-notext Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção
The following two tabs change content below.
AvatarRicardo-150x150 Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção

Ricardo Melo

Profissional de TI com mais de 10 anos de vivência em informática. Tem como hobby assistir seriados de TV, ir ao cinema e namorar!!! Fã de rock'n'roll, música eletrônica setentista, ficção-científica e estudos relacionados a astronáutica. Quis ser astronauta, mas moro no Brasil... Os anos 80 foram meu playground!

16 thoughts on “Rendezvous with Rama: Denis Villeneuve assume direção de filme há anos em produção

  1. cada vez mais Hollywood recorrendo aos livros de ficcao pra fazer bons filmes que orgulho que da, e pensar que menos de 20 anos atras a ficcao cientifica era considerada coisa boba, filme B, nerdice no mau sentido

    1. 2001, Blade Runner, Solent Green, Jornada nas Estrelas o Filme, Duna, são filmes assim mesmo…não é para o público Marvel /The Rock.

    2. nao chega a dar sono, mas os filmes dele sao lentos e arrastados mesmo

  2. encontro com rama é um dos pilares da ficcao cientifica, espero que o filme esteja a altura, ao contrario de Duna, que nem a ultima versao conseguiu acertar

  3. otimo nome para um otimo projeto que tem tudo a ver com ele, tomara que agora de certo mesmo

  4. a noticia é otima, tenho muita esperança de um dia ainda ver esse filme no cinema, eu tinha esperança de ver dois livros transformados em filme: Senhor dos Aneis e Rama… o primeiro virou aquela trilogia maravilhosa, agora falta esse…

  5. sinceramente, acho que vcs viajaram… ele ta ate o pescoço com Duna, se o filme 2 fizer sucesso, capaz que peçam continuação… nao vejo ele largando Duna pra ir pra Rama nao

    1. David Fincher ficou 10 anos tentando desenvolver o projeto e desistiu…se não for Villeneuve, quem sabe seja outro daqui uns…7 ou 8 anos…uma hora sai.

  6. como leitor que tem esse filme como um dos meus favoritos de FC, nao vejo a hora disso se materializar pq ate hj so boatos mesmo

  7. bom, tai um filme que é a cara do Denis… assim como A Chegada… ele é bom, os filmes ficam meio sonolentos, mas nao ruins… nadaver ele em Duna, mas em Rama acho perfeito

    1. Sim, apesar do reboliço que a noticia causou este ano, acho difícil Villeneuve, já atarefado com vários projetos, começar este agora. Eu chuto lá para 2025… mas é algo já bastante promissor, já que desde 2000, Morgan Freeman tenta tirar o projeto do chão, contratou o David Fincher pra dirigir, mas não conseguiram financiamento. Ele queria muito interpretar o comandante da Endevour, Bill Norton, mas pela ideia, creio que não será mais possível…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.