Diretor comenta os cancelamentos pela Disney de Tron 3 e o remake de Abismo Negro

Egresso dos comerciais (com uso de muita computação gráfica) o diretor norte americano Joseph Kosinski despontou para os cinemas em 2010 ao ser escolhido pelos estúdios Disney para dar vida à continuação do clássico Tron: Uma Odisseia Eletrônica, após criar de seu próprio bolso, um curta exibido na Comic Con San Diego em 2008, o que chamou atenção dos produtores dos estúdios do Mickey Mouse.

Assim, Kosinski dirigiu Tron: Legacy, que apesar do sucesso relativo, quase ganhou uma continuação que já estava escrita e pronta para ser filmada… se não tivessem cancelado o projeto alguns poucos dias antes do início da produção em 2015. A continuação se chamaria Tron: Ascension.

Anúncios

Desde então fala-se bastante sobre um novo filme para a franquia, chamado Tron: Aries, com o ator Jared Leto, com roteiro de Jesse Wigatow e direção de Garth Davis (Lion: Uma Jornada Para Casa). Leto já confirmou pessoalmente o filme e estaria pronto para viver o personagem Aries ao mesmo tempo que imagens de uma possível locação ligada aos filmes originais estaria recebendo tratamento para filmagens… fato até o momento não confirmado.

Joseph Kosinski seguiu a vida, dirigindo outros filmes interessantes como Oblivion (2012 – Diretor, produtor e roteirista), Apenas os Bravos (2017 – Diretor) e o recente megasucesso Top Gun: Maverick (2022 – Diretor), continuação tardia de Top Gun: Ases Indomáveis (1985) que já ultrapassou a casa do U$ 1 bilhão em bilheterias, sendo bastante elogiado pela crítica e público.

Em entrevistas para divulgação de Top Gun: Maverik, Kosinski falou sobre o cancelamento do terceiro filme da saga Tron no site Vulture: “Eu cheguei tão perto. Eu realmente tentei. Cheguei perto em 2015, e a Disney cancelou. Eu não tinha construído nada, mas tinha todo o filme roteirizado e escrito. Eu estava realmente empolgado porque estava invertendo a ideia: eram todas essas coisas entrando em nosso mundo, e era sobre a mistura dos dois. Mas era uma Disney diferente em 2015. Quando fiz Tron: Legacy (2011), eles não eram donos da Marvel; eles não possuíam Star Wars. Nós éramos a peça de fantasia e ficção científica. E uma vez que você tenha essas outras coisas sob seu guarda-chuva, faz sentido que você coloque seu dinheiro em uma propriedade conhecida e não no estranho estudante de arte com unhas pretas no canto – que era Tron. E tudo bem. Se eu tivesse feito Tron: Ascension, não teria feito Only the Brave e não teria feito os filmes que fiz. Mas lembre-se, o primeiro Tron não foi um sucesso quando foi lançado. É um clássico cult. E se Tron: Legacy está se tornando a mesma coisa, eu não poderia estar mais emocionado.”

Mas não foi apenas no mundo de Tron que Kosinski estava trabalhando. Em dezembro de 2009 a Disney anunciou que ele iria comandar o remake do filme Abismo Negro (The Black Hole) de 1979, com produção de Sean Bailey (Tron: O Legado) e roteiro de Travis Beacham (Círculo de Fogo). Kosinski estava bastante animado com o projeto, em 2010, falando para a MTV, revelou alguns detalhes: “Temos uma ideia bem forte para o filme. Não será uma continuação, como Tron. Será uma reinvenção. Vamos pegar conceitos e elementos icônicos que me parecem atemporais e bacanas e preservá-los, enquanto a gente entra com uma história que se parece mais com 2001. Eu vi Abismo Negro quando era criança. O que mais se destacava era o robô Maximilian, as lâminas e a morte do [personagem de] Anthony Perkins. Aquilo mexeu comigo e certamente estará na nova versão. O design da nave Cygnus é uma das coisas mais icônicas já feitas em termos de espaçonaves no cinema. Como hoje sabemos muito mais sobre buracos negros, dá pra fazer um filme bem mais legal se abraçarmos o lado científico.”

Em 2013, o roteirista Jon Spaihts (Prometheus e Duna) entrou na produção para reescrever o roteiro de Beacham. Justin Springer, que trabalhou com Kosinski em Tron, entrou no time também para ajudar a produzir.

Após vários anos sem qualquer notícia sobre o projeto, em 2016 Spaihts falou ao site /Film, sobre a experiência em ter escrito o roteiro do remake: “Escrever esse filme foi uma experiência incrível. Foi um daqueles filmes que eu não sabia como desenvolver, mas uma vez que acertei o começo, tudo foi fluindo. Eu amei o roteiro que escrevi”. Mas também deixou claro que achava que a Disney não iria continuar mais com o projeto: “O que aconteceu foi que a Disney não está em um lugar de sua filmografia em que um épico sombrio é bem vindo. Meu roteiro é muito sombrio, e a Disney está fazendo filmes coloridos e já tem uma grande franquia espacial [Star Wars]”.

Novamente, se passaram alguns anos até que em março de 2018, foi anunciado pelo site ComingSoon.net. que a roteirista Emily Carmichael (Círculo de Fogo: A Revolta e Jurassic World: Domínio) estaria escrevendo um novo roteiro, mas novamente entramos em um novo ‘buraco negro’ de informações…

Agora em 2022, com a divulgação de Top Gun: Maverick, Joseph Kosinski foi indagado novamente sobre o projeto do filme, pelo site The Wrap: “Ainda sinto que esse filme é um dos mais exclusivos que a Disney já fez, o original, quero dizer. É selvagem. A ideia de uma jornada para um buraco negro ainda é uma daquelas coisas muito intrigantes porque não é ficção científica. Eles realmente existem, e todos os efeitos que acontecem ao seu redor são física real. Portanto, há uma grande história a ser contada sobre essa jornada. Eu só, neste momento, eu não descobri o que isso seria para mim ainda.” Kosinski revelou que seu remake há muito esquecido e cancelado de Abismo Negro, escrito por Jon Spaihts, compartilhava muitas semelhanças com o drama espacial de Christopher Nolan, Interestelar (2014). Isto acabou por matá-lo. No entanto, Kosinski ainda está pensando em seu interesse em revivê-lo se essa oportunidade se apresentar, pois ele gostaria de se reunir com a Disney.

Outro boato que surgiu em março de 2022, desta vez veio do site Giant Freakin Robot, disse que uma fonte interna confiável e comprovada da Disney informou que Abismo Negro estaria sendo transformado em série para o canal de streaming Disney + , com um grande orçamento. O problema é que a notícia não foi confirmada em nenhum lugar ou teve qualquer repercussão em outros sites, então pode se tratar apenas de boatos… infelizmente.

Ficaremos de olho.

 


[RM-RS – Vulture / Film / ComingSoon.net / MTV / The Wrap / Giant Freakin Robot]

printfriendly-pdf-email-button-notext Diretor comenta os cancelamentos pela Disney de Tron 3 e o remake de Abismo Negro
The following two tabs change content below.
AvatarBlogger-150x150 Diretor comenta os cancelamentos pela Disney de Tron 3 e o remake de Abismo Negro

Maxiverso

A equipe do Maxiverso é composta de redatores e escritores especialistas em diversas áreas, de modo que as notícias postadas serão sempre redigidas e revisadas pelos membros mais qualificados de nosso time.

11 thoughts on “Diretor comenta os cancelamentos pela Disney de Tron 3 e o remake de Abismo Negro

    1. Sim, seria ótimo também , mas ele está atarefado com a trilogia Duna e o Rendezvous with Rama…

  1. Tron é meu filme favorito!!! Amei o Legacy e torço pra isso virar uma franquia ou uma série

  2. Independente deles terem Star Wars no guarda chuva, eu queria muito um novo Abismo Negro e um novo Tron! Saudosismo rules!

  3. estranho a Disney querer produzir um filme pra concorrer com Star Wars mas vamos ver no que isso vai dar

  4. so digo uma coisa: se for pra fazer um filmeco raso, 100% CGI, roteiro marvelizado… melhor nem fazer

    1. nao sei se vale a pena fazer Abismo Negro depois que fizeram Interestelar… igual queriam fazer Nas Montanhas da Loucura e desistiram depois de Prometheus… sao muito parecidos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.