Indiana Jones e o Chamado do Destino – conheça os detalhes da nova aventura de Indy

23

Grandes novidades chegando, após longas esperas pela quinta aventura do famoso arqueólogo aventureiro dos cinemas, Indiana Jones.

Após o quarto filme, cujos direitos agora pertencem à Disney, adquiridos após a compra da produtora Lucasfilm (a mesma de Star Wars e Willow), tem se falado bastante em um quinto filme para a franquia, que foi oficializado durante o dia do Investidor da Disney em 10 de dezembro de 2020, pela CEO da Lucasfilm, a controversa Kathleen Kennedy, com direção de James Mangold (Logan, Ford vs Ferrari) e roteiros da dupla Jez Butterworth e John-Henry Butterworth (Ford vs Ferrari). O diretor Steven Spielberg, após dois anos de pré-produção, desistiu da direção para focar apenas na produção-executiva do filme.

Anúncios

O filme teve seu início de filmagens em Julho de 2021, com os trabalhos seguindo por vários meses, na qual houve alguns problemas de produção que fizeram as filmagens se estenderem por mais tempo, até o encerramento em Fevereiro de 2022. As as primeiras novidades oficiais saíram na D23 em 10 de setembro de 2022, na qual parte do figurino, desenhos de produção e a primeira imagem oficial foi apresentada junto com a presença dos produtores Kennedy e Marshall, com o diretor Mangold e o ator Harrison Ford e a atriz Phoebe Waller-Bridge, além da audição ao vivo do tema de personagem Helena (Waller-Bridge), pelo maestro John Williams.

Desde então tem-se esperado novidades quentes, com o diretor tendo tuitado que o teaser trailer (exibido na D23), junto com as primeiras divulgações e fotos, seriam anunciadas no começo de dezembro.

 

Empire Magazine

Em 18 de novembro, a Empire Magazine, uma das principais revistas sobre entretenimento do mundo, publicada no Reino Unido, foi o primeiro veículo de imprensa a oficialmente publicar as primeiras imagens oficiais do quinto filme, com direito a uma capa com o ator Harrison Ford e outra capa especial, uma arte gráfica que mostra Indy na cidade de Nova Iorque, durante uma parada nos anos 60. Confira as capas abaixo:

capas Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy

A publicação saiu nas bancas na semana seguinte com mais fotos e muitas informações sobre o filme, ainda sem revelar o título. Entre as informações divulgadas está a confirmação de qual período cronológico irá se passar o filme, a partir de agosto de 1969, inclusive a arte gráfica da capa e algumas fotos, revelam que Indy está em perseguição durante o desfile e parada da chegada dos astronautas da Apollo 11, na cidade nova-iorquina.

Isto é praticamente 12 anos depois dos eventos do filme anterior, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (2008).

Outra revelação é que haverá um prólogo, no melhor estilo do filme Indiana Jones e a Última Cruzada (1989), que se passará durante a II Guerra Mundial no ano de 1944, com Indy novamente lutando contra os nazistas. Isto se conclui que um jovem ator seria usado para ser um jovem Indy ? Não, o próprio Harrison Ford, usando a técnica conhecida como deep-fake, novamente interpretará o arqueólogo com seus 45 anos (o ator atualmente está com 80!). Esta técnica usa digitalização e captura de movimento moderna. ‎

Mads Mikkelsen‎‎ ‎‎irá interpretar o vilão, descrito como “um cientista nazista alistado na NASA pelo governo dos EUA para trabalhar na iniciativa de pouso na Lua”, algo que bate com a realidade, na qual os Estados Unidos recrutou vários cientistas alemães no final da II Guerra Mundial e muitos trabalharam no programa espacial que levou o homem a lua, como Werner von Braun (1912 – 1977).

Além das novas informações sobre o filme, vários membros da equipe, como atores, diretor e produtores, falaram sobre a produção. Para Harrison Ford: “É um filme cheio de aventura, risadas e emocionante também. Sinto que é complexo e sorrateiro. Tivemos um período de rodagem longo e árduo… Mas estou muito feliz com aquilo que alcançamos. Eu apenas imaginei que seria legal ver onde Indiana Jones estivesse no final de sua jornada. O meu retorno dependia de um roteiro com o qual eu sentisse que teria a oportunidade de aprofundar o personagem.”

exclusive Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Indiana Jones (Harrison Ford)

O ator dinamarquês Mads Mikkelsen, que interpreta o vilão da história, Jürgen Voller, descreve o seu personagem: “Ele é um homem que gostaria de corrigir alguns dos erros do passado. Há algo que pode tornar o mundo um lugar muito melhor para se viver. Ele adoraria colocar as mãos nisso. Indiana Jones quer colocar as mãos nisto também. E então, nós temos uma história.”

mads Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Jürgen Voller (Mads Mikkelsen)

Outro vilão, será Kleber, interpretado pelo ator Boyd Holbrook (Logan): “Eu sou um cachorrinho de Mads e um cara louco.”

cleber2 Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Kleber (Boyd Holbrook)

Phoebe Waller-Bridge, que interpreta Helena, uma afilhada de Indy, falou sobre sua personagem: “Ela é misteriosa e maravilhosa. Kathy estava em Londres e pediu para jantar comigo, e mencionou isso casualmente. Imediatamente pedi dez garrafas de vinho. Então foi o mais rápido que já li um roteiro; saí de uma espécie de neblina depois. Eu simplesmente não conseguia acreditar o quanto me diverti e como fiquei emocionada com isso. E então eu fiz um Zoom e gritei: ‘SIM!’ para todos eles. Eu fiquei tipo, ‘Ah, sim, claro, vou apenas fazer a minha versão de Barbara Stanwyck.'(famosa atriz dos anos 40). É UM FAÇA IMPOSSÍVEL. Honestamente, eu simplesmente adorei. Quando você está interpretando um personagem que se joga na traseira de um veículo, não há como agir em torno disso. Você apenas tem que fazer isso.” O diretor James Mangold descreve ela como “esperta, charmosa e um pouco vigarista”. Já o ator Harrison Ford disse: “(Ela é) uma pioneira em contabilidade ética.

helena2 Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Helena (Phoebe Waller-Bridge)

Antônio Banderas, será Reinaldo. Falando ao Collider, ele descreveu seu personagem: “Meu papel é muito pequeno; é quase uma participação especial […] Ele é apenas um amigo do personagem de Indiana, e está procurando por ele porque precisa de algo. Ele só ocupa pouquíssimo tempo do filme, mas estou muito feliz por fazer parte de uma saga que fica para a história do cinema, obviamente.”

bandeira Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Reinaldo (Antônio Banderas)

Ainda teremos Toby Jones como Basil, um provável amigo de Indy e Shaunette Renée Wilson, no papel de uma misteriosa agente do governo chamada Manson. E ainda o ator alemão Thomas Kretschmann como Coronel Weber. Novas surpresas no elenco podem ainda aparecer.

O roteiristas, Jez Butterworth comentou sobre a história: “O simples fato é que o programa de pouso na lua foi executado por um bando de ex-nazistas. Quão ‘ex’ eles são é a questão. E bem embaixo do nariz de Indy… Não é só que o modelo do que é um herói mudou completamente. Não é só que eles estão procurando por algo onde não há nada lá – é como Reno sem as apostas, ou qualquer que seja sua fala. Mas as pessoas que estão por trás disso são, você sabe, seus inimigos mortais.”

O diretor James Mangold também revelou à revista, que quando aceitou o desafio de fazer o filme que teve um processo de reescrita antes do início das filmagens, pois a ideia da equipe criativa era lidar com a idade avançada de Harrison Ford: “Tornou-se muito importante para mim descobrir como fazer deste um filme sobre um herói ao pôr do sol. As questões que levantei sobre a idade de Indy não eram coisas que eu pensava que estavam sendo abordadas no material que estava sendo desenvolvido na época. Havia piadas “antigas”, mas o material em si não era sobre isso. Para mim, qualquer que seja sua maior responsabilidade, você deve voar direto para isso. Se você tentar fingir que não está lá, acabará levando tiros e flechas o tempo todo. “

A reportagem da Revista Empire Magazine confirma que o início do filme terá um flashback que se passará nos anos 1940, enquanto o “presente” do filme acontece em 1969. O diretor Mangold explica esta passagem: “Eu queria a chance de mergulhar nesse tipo de imagem antiga de George (Lucas) e Steven (Spielberg) e dar ao público uma explosão de adrenalina. E então nós caímos e você se encontra em 1969. Para que o público não experimente a mudança entre os anos 40 e 60 como um conceito intelectual, mas sim, literalmente experimentar o espírito bucaneiro daqueles primeiros dias… e depois o começo de agora.”

CEO da Lucasfilm e produtora do filme, Kathleen Kennedy explica: “Minha esperança é que, embora seja falado em termos de tecnologia, você apenas assiste e pensa: ‘Oh meu Deus, eles acabaram de encontrar uma filmagem. Isso foi algo que eles filmaram há 40 anos. ‘ Estamos levando você a uma aventura, algo que Indy está procurando, e instantaneamente você tem aquela sensação: ‘Estou em um filme de Indiana Jones.'”

Para o ator Harrison Ford, interpreta-lo como jovem, por volta dos 40, o impressionou bastante, quando viu o resultado: “Foi a primeira vez que eu vi que eu realmente consegui acreditar. É um pouco assustador. Acho que nem quero saber como funciona, mas certamente funciona. Mas isso não me faz querer ser jovem de novo. Eu estou feliz com a idade que tenho.”. O ator ainda disse: “Eu não senti que era necessário fazer outro. Eu apenas pensei que seria bom ver um filme em que Indiana Jones estivesse no final de sua jornada se surgisse um roteiro que eu sentisse que me deu uma maneira de expandir o personagem” e completou sobre o período de tempo na qual o personagem se encontra: “[O período de tempo é] a água da qual o peixe está fora. É uma época de cultura pop. Dos homens na lua. Música. Tudo mudou. E não é insignificante também que é o fim de sua carreira acadêmica, o que o deixa aberto para outras oportunidades, ou travessuras.”

O diretor James Mangold também revelou o conselho que recebeu de Steven Spielberg produtor do filme e diretor dos anteriores, logo após aceitar o projeto: “Steven me disse: ‘É um filme que é um trailer do começo ao fim – mantenha-o sempre em movimento’.” Muita gente tem se perguntado sobre os efeitos especiais do filme, se assim como está acontecendo com as séries de TV de Star Wars no Disney +, na qual a tecnologia do “Volume” é usada para recriar cenários como se fosse verdadeiros. Mas o diretor Mangold revelou então que não queria usar nenhum CGI durante as filmagens do filme, priorizando os efeitos práticos, sem as ‘telas verdes’ e sempre que questionado nas reuniões de pré-produção, Mangold educadamente respondia: “Sem (a tecnologia) Volume, por favor.” A produção deixou os Estados Unidos para filmar na Sicília, Marrocos, Glasgow e parte do Reino Unido, enquanto a equipe procurava criar uma autêntica aventura mundial pela qual os filmes de Indiana Jones são conhecidos, com cenas filmadas em criptas, bazares e até debaixo d’água. No entanto, uma das novidades foi o uso de helicópteros em cenas predefinidas, juntando cavalos, aviões, trens e automóveis. “Cada tipo de veículo, cada país, temos cenas que estão recriando eventos realmente icônicos e gigantes”, acrescentou o produtor Simon Emanuel.

 

CCXP 2022 – São Paulo – Brasil

As revelações e fotos da Revista Empire, mostram o início oficial da divulgação do quinto filme. Mas a espera do trailer e do nome oficial da quinta aventura, ainda iria demorar mais um pouco. Em 15 de novembro, quando questionado sobre o lançamento do primeiro trailer, o diretor James Mangold apenas revelou: “em menos de um mês”. Mas a maior surpresa foi a revelação em 22 de novembro, quando foi anunciado um painel exclusivo do quinto filme na CCXP 22 em São Paulo, no Brasil. Criou-se então a expectativa até da vinda de algum ator/atriz ou mesmo membros da produção ao maior evento de cultura Geek mundial que acontece aqui no Brasil anualmente desde 2014.

A CCXP 22 foi agendada para acontecer entre os dias 1° a 4 de dezembro de 2022, no São Paulo Expo Center, zona sul da capital paulista. E a Disney, que está completando 100 anos, montou vários stands especiais para suas produções dos seus estúdios de animação, além da Pixar, Marvel e Lucasfilm! A inauguração do evento em 1/12 com a presença do publico, foi também a oportunidade para descobrir as novidades… e a Disney caprichou no stand de Indiana Jones, uma instalação enorme, em formato de caverna com uma ponte e alguns caixotes, com uma foto de Indy ao fundo simulando a primeira arte pôster do filme, divulgada na D23 em setembro, lugar bacana e ponto para vários selfs de fãs.

stand Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
Stand na CCXP-22 – São Paulo

A cereja do bolo seria o painel exclusivo da Lucasfilm às 17 horas, que apresentou primeiro o novo trailer da terceira temporada de Mandalorian, e em seguida… no telão do palco Cinemark, o diretor James Mangold apareceu em um vídeo gravado dizendo o quão honrado e emocionado se sentiu quando Steven Spielberg, George Lucas e Kathleen Kennedy o convidaram para comandar a produção. Ele comentou: “O melhor dia da minha vida !“.

Em seguida anunciou que o filme ganharia sua primeira prévia mundial. Após isso, o primeiro trailer-teaser foi divulgado! Personagens antigos retornam como Sallah (John Rhys Davies), enquanto as novas adições são Phoebe Waller-Bridge, Antonio Banderas e Mads Mikkelsen também aparecem nas cenas exclusivas. O tom de nostalgia é forte – especialmente na trilha clássica de John Williams. O público aplaudiu de pé ao fim do trailer.

Foi revelado também o nome da quinta aventura: “Indiana Jones e o Chamado do Destino” (Indiana Jones and the Dial of Destiny), além do primeiro poster-teaser que pode ser conferido aqui:

imagem Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy

 

 

Entertainment Weekly

Em 19 de dezembro, o site Entertainment Weekly revelou novos detalhes do filme, com mais revelações do diretor James Mangold. O diretor fez uma comparação com Logan (2017), terceiro filme do herói Wolverine que ele dirigiu: “Sempre me interessei pela ideia de heróis ao pôr do sol. O que um herói faz quando o mundo não tem mais um lugar para ele? Acho que é muito interessante tentar abordar os heróis clássicos dessa maneira. Não tenho ilusões de que o meu trabalho em um filme de Indiana Jones era tirar todo o humor disso e transformar em algum tipo de drama de lamentação. O que estamos tentando fazer é equilibrar uma avaliação realista e honesta sobre o momento da vida desse personagem enquanto também entregamos o que o próprio título do nosso filme promete, que é uma aventura maravilhosa com ação, fugas e soluções engenhosas. Este ainda é um filme de Indiana Jones.”

ford-helena-scaled Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
(L-R): Indiana Jones (Harrison Ford) and Helena (Phoebe Waller-Bridge) in Lucasfilm’s INDIANA JONES AND THE DIAL OF DESTINY. ©2022 Lucasfilm Ltd. & TM. All Rights Reserved.

Mangold também explicou como a personagem de Phoebe Waller-Bridge serve como o “catalisadora” da história de Indiana Jones e o Chamado do Destino: “Ela é a filha de um amigo de Indy, que também conhecemos no filme. Helena se meteu em alguns problemas e traz isso para Indy. Ela é uma personagem maravilhosamente contraditória. Charmosa e brilhante, mas cheia de problemas.”

Ainda sobre o filme, existe um questionamento sobre o personagem Mutt Williams, o filho de Indiana Jones e Marion, que foi apresentado no filme anterior, “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” (2008), ele não agradou o público e o ator que o interpretou Shia LaBeouf chegou a criticar o filme e o cineasta Steven Spielberg, fazendo sua promissora carreira, descer ladeira abaixo… Mangold explicou que LaBeouf e seu personagem não estarão no filme, mas ele promete que o público “descobrirá o que aconteceu” com ele, mas é claro, não disse mais nada.

 

Rumores desmentidos

Desde o início das filmagens existem um grupo de pessoas (que se dizem fãs decepcionados com os rumos que as produções hollywoodianas estão tomando, também conhecidos como trolls e/ou haters), que tem passado a atacar o filme veemente em fóruns, chats e vídeos de youtubers, tentando conseguir cliques através de polêmicas.

As alegações são meras suposições, na maior parte baseadas em preconceitos concebidos por grupos extremistas de direta, que são contra a inclusão de minorias ou feminismo nas produções de cinema e TV.

Desde que assumiu a produção, o diretor James Mangold tem sido questionado através de sua conta oficial no Twitter sobre isto. Uma das suposições mais absurdas fala do vazamento do roteiro, que mostraria o personagem Indiana Jones sendo ‘apagado da linha do tempo’, com todas suas conquistas nos filmes, sendo limpadas do canone oficial, para que uma nova personagem, interpretada por Phoebe Waller-Bridge assuma o lugar do heroi. Esta alegações ganharam mais força no final de setembro, quando o youtuber conhecido pelo apelido de Doomcock Overlord, que faz videos sobre isto e nunca mostra o rosto, usando uma máscara ridícula, alegou que exibições testes com 6 finais diferentes foram exibidas a um público específico e nenhuma delas agradou, o que deixou a Disney com receito que o filme será um grande fracasso.

O diretor James Mangold, através do Twitter rechaçou todas as alegações ridículas: “Mais uma vez. Ninguém está ‘assumindo’ ou substituindo Indy ou vestindo seu chapéu, nem está sendo ‘apagado’ por algum artifício”, escreveu Mangold. “E ele nunca foi, não em nenhum corte ou roteiro – mas os trolls vão trollar – é assim que eles conseguem seus cliques.” Continuando: “E, por favor, não me esgote apontando como de vez em quando um troll está ‘certo’. Até um esquilo cego encontra uma noz de vez em quando. Tudo o que você precisa fazer é olhar as fotos e entrevistas do set e obter informações suficientes para fazer suposições sobre o enredo de um filme.”

Os haters voltaram contudo, quando o compositor John Williams, durante um concerto realizado dia 12/12, para a l’Orchestra Filarmonica della Scala em Milão, na Itália, disse antes de tocar o “Helena’s Theme”, parte da trilha do próximo filme: “Então, estamos quase completando o filme. Temos talvez outro final para filmar, talvez em algumas semanas.”. A declaração foi um prato cheio para os críticos atacarem o diretor James Mangold, dizendo que ele estava mentido sobre os finais alternativos do filme. O próprio diretor Mangold, rebateu os críticos no twitter dia 19/12 : “Nós não estamos gravando e nunca gravamos cenas novas ou ‘finais alternativos’. O nosso filme está 99% completo, sendo classificado pela MPAA e tendo o VFX concluído. Boas festas!” . Depois ele explicou que o compositor John Williams havia se confundido: “Ele estava enganado. Foi perguntado e respondido em outro lugar…. ele poderia estar brincando, enganado ou mal informado. Não está acontecendo.”. E em outro twitter: “Primeiro, Johw Williams estava enganado. Segundo, não estamos filmando novos finais. Nunca fiz. O filme está 99% finalizado e sendo avaliado pela MPAA. E terceiro, este final maluco imaginado com Indy sendo apagado e substituído é um sonho febril de pessoas feridas com raiva de outros filmes que eu não fiz.”.

Mesmo com as respostas do diretor, os trolls continuam a atacar a produção. A equipe do Maxiverso está solidária a produção e a direção do “Indiana Jones e o Chamado do Destino”, pois só nos basearemos em fatos oficiais.

O personagem Indiana Jones nasceu das ideias geniais do cineasta George Lucas (responsável também por criar a franquia mais famosa da ficção-científica: Star Wars), o famoso arqueólogo enfrentou diferentes tipos de inimigos, caçou inúmeros tesouros e conquistou o coração de muitos fãs ao longo das décadas desde que surpreendeu o mundo na produção  Os Caçadores da Arca Perdida de 1981, considerado “o maior filme de aventura de todos os tempos”. Foram mais três filmes de grandes sucessos de bilheterias: Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984), Indiana Jones e a Última Cruzada (1989) e Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (2008), e ainda houve uma série de TV, As Aventuras do Jovem Indiana Jones nos anos 90.

A estreia de Indiana Jones e o Chamado do Destino acontece em 30 de Junho de 2023.

 


[RM-RS – Empire Magazine / CCXP22 / Omelete / Collider / Entertainment Weekly / James Mangold Twitter oficial / Lucasfilm/Disney]

printfriendly-pdf-email-button-notext Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy
The following two tabs change content below.
AvatarRicardo-150x150 Indiana Jones e o Chamado do Destino - conheça os detalhes da nova aventura de Indy

Ricardo Melo

Profissional de TI com mais de 10 anos de vivência em informática. Tem como hobby assistir seriados de TV, ir ao cinema e namorar!!! Fã de rock'n'roll, música eletrônica setentista, ficção-científica e estudos relacionados a astronáutica. Quis ser astronauta, mas moro no Brasil... Os anos 80 foram meu playground!

23 thoughts on “Indiana Jones e o Chamado do Destino – conheça os detalhes da nova aventura de Indy

  1. meu filme preferido, meu personagem preferido, estarei la no cinema pra ver o ultimo filme do Indy

  2. que bom ver que o filme vai sair, que vai honrar a franquia e que a galera ta botando fé é isso ai pessoal

  3. ja sabemos que os boatos sao apenas fake news galera, nao vamos desanimar nao, o filme tem tudo pra ser bom!!!!!!!!!!

  4. olha, as declaracoes do Mangold sao animadoras, mas é o que ja disseram aqui, claro que ele ia defender o filme… mas no fim o que mais me assusta nisso tudo é saber do envolvimento da Rainha Louca Ketlin Kennedy, pois onde ela poe a mao, desanda… espero que ela nao tenha conseguido por em pratica NENHUMA das idiotices que ela acha importante ter em filmes e que destruiram SW inclusive com aquela aberração que foi a série do Obi-Wan

    1. A “Rainha Louca” ou “Imperatriz do Mau” como vcs chamam, pode não ter sido a grande administradora do legado de SW, eu vejo mais pela incompetências dos diretores que assumiram o compromisso de fazer filmes rápidos e sem desenvolvimento planejado entre eles. Mas tudo bem, quem tá lá na chefia que assuma a responsabilidade…mas por outro lado, ela praticamente nasceu para o cinema com ….Indiana Jones…ela era secretária do Spielberg em Caçadores da Arca Perdida, na qual conheceu seu futuro marido, o produtor da franquia Frank Marshall e juntos ajudaram a fundar uma das companhias mais importantes de Hollywood, a Amblin Entertainment, que trouxe ao mundo E.T., Poltergeist, De Volta para o Futuro, Goonies, Jurassic Park, Lista de Shindler…etc..
      Sobre a agenda “Woke”, bem o próprio Steven Spielberg, antes de abandonar o projeto do Indy 5 já havia falado que gostaria que o Indy passasse o bastão para uma mulher… Mas vamos ver como tudo isto vai se dar….não acredito que o diretor James Mangold (que tem um currículo ótimo), irá entregar algo ruim…com certeza, já será superior ao Caveira de Cristal, filmado preguiçosamente apenas nos estúdios americanos…quem viver, verá !!!

    2. Os diretores tem culpa sim, mas foi ela que aprovou as ideias bizarras que os dois últimos filmes de Star Wars propuseram. E no 9 ela ainda mudou tudo, mandou reescrever roteiro por causa da chiadeira dos haters, deixou o JJ louco. Aprovou as bombas Boba Fett e ObiWan. So porcaria.

    3. nao é so pq o Indy vai dar lugar pra uma mulher que isso é lacração, parem de ser chatos… lacração é qd fazem isso artificialmente, diminuindo o homem, forçando a barra a favor da mulher, agora se for algo normal, nao tem problema nenhum, vcs sao muito frageis de reclamar disso

  5. excelente texto, estou repassando pra meus amigos que tao desesperados pq ficam lendo aquelas fake news malditas que desanimam a gente

    1. os lacradores da esquerdam atacam a masculinidade cis do Indy, e o jeito como ele mata os inimigos… os dodóis da direita atacam ele ter uma parceira mulher, um amigo preto, dizem que isso é cumprir agenda comunista, o que houve de errado com o mundo?

  6. o nome do filme empolga zero kkk “chamado do destino” nossa que nomezinho ruim… mas mesmo assim to no hype pra ver

    1. Também não achei muito criativo, mas talvez contenha pistas sobre o que será o filme…vamos ver.

  7. a franquia é muito rentável, basta ser bem explorada… o Ford nao da mais mesmo, mas tinha que ter uma maneira de continuar a franquia com outro ator, que seria um filho, amigo, sobrinho, sei la, ou com uma mulher com quem ele namorou ou que fosse a filha tb, enfim, tomara que tenha mais filmes

    1. Vc sabia que antes do Shia Labobo entrar no barco para ser o filho do Indy, os primeiros rascunhos do quarto filme seria…com uma filha ? E a atriz cotada era Natalie Portman, que estava trabalhando na segunda trilogia Star Wars nesta época, como Amidala. O Tom Cruise chegou a indicar a Scarlett Johnsson,para o Spielberg, mas ele pediu para trocar para filho, pois já tinha usado uma filha para o Jurassic Park – Lost World.

    1. Legal, estaremos todos lá pra ver mais uma eletrizante aventura.

  8. pelo que da a entender o diretor, vao citar o que houve com o personagem do Shia LeBesta, otimo, assim enterra ele definitivamente… por outro lado, da a entender que nao vai indicar pra quem o Indy passa o bastão, o que é ruim… seria legal sim ele passar o chapeu e o chicote adiante, pra franquia se eternizar

    1. Preocupa não, logo teremos uma série spin off sobre Indy, que possivelmente focará no seu mentor, Abner…aguarde…

    2. ah nao… teremos uma serie nao sobre o Indiana ou filho(a) dele mas sim sobre o… Abner??? broxante saber isso

  9. acho que o Mangold ia defender o filme de qualquer maneira, claro, mas mesmo assim ele mostrou que os boatos eram falsos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *