Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquia

Entre os dias 26 a 29 de maio aconteceu em Anaheim (Califórnia) nos EUA mais uma edição anual da Star Wars Celebration, evento oficial criado pela produtora Lucasfilm, para ser um misto de convenção e lançamentos, que sempre conta com a presença de público e imprensa mundial para saber as últimas novidades da franquia Star Wars, criada em 1977 pelo cineasta George Lucas.

Este ano a convenção foi bastante especial, já que o evento, que existe desde 1999, e tem acontecido em diferentes cidades americanas e do mundo, retorna após 2 anos cancelado devido à pandemia do Covid 19. Esta é a segunda edição em Anaheim, cidade sede da Walt Disney Co., proprietária da Lucasfilm desde 2012.

Anúncios

Direto do Anaheim Convention Center, durante 4 dias, foram exibidos painéis, exposições, entrevistas com atores, e bastante informações sobre Star Wars, franquia que está em alta devido às recentes séries para o canal streaming, Disney Plus (a despeito de várias críticas do público sobre o material lançado pelo estúdio).

Mas não apenas Star Wars. Mais duas propriedades da Lucasfilm também foram divulgadas: Indiana Jones, cujo quinto filme será lançado em Julho de 2023 e a série de TV Willow, baseada no famoso filme cult de fantasia dos anos 80. Em breve postaremos mais informações sobre eles.

A Presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, falando para o jornal de Hollywood, Variety no dia 26/05 durante o evento, tentou explicar o potencial de longevidade de Star Wars:

“No momento, nós continuamos expandindo a partir da mitologia de The Mandalorian. Ahsoka será o próximo passo disso, e depois a série que Jon Watts está fazendo. Esses projetos nos dão diferentes lugares na linha do tempo da história para os quais podemos olhar, dentro dessa história persistente de Star Wars. A ideia não é fazer histórias isoladas, mas interagir e integrar tudo isto em uma única história. Estamos sempre pensando sobre o que cada projeto significa na mitologia maior começada por George Lucas. Isso pode continuar para sempre, sendo honesta. Com bons contadores de história, vai continuar para sempre”

Aqui uma visão geral do que está acontecendo com cada série e filme planejado:

 

Séries Live Action para TV:

Mandalorian – As duas primeiras temporadas foram exibidas pelo Disney Plus, entre 2019 a 2020, totalizando 16 episódios, passadoa 5 anos após a queda do Império (visto em O Retorno de Jedi) e acompanha a saga do mandaloriano Din Djarin (Pedro Pascal), um caçador de recompensas, buscando novos serviços para conseguir formas de fazer melhorias em sua armadura, até que em uma missão ele acaba encontrando um ser misterioso que precisa de sua ajuda, chamado Grogu, também conhecido como “A Criança”. Sua missão muda, e ele passa a proteger o jovem ser de remanescentes do Império comandados por Moff Gideon.

A terceira temporada está tendo finalizada sua produção, e fará sua estreia em fevereiro de 2023. Segundo o showrunner da série Jon Favreau, falando para o site Cinema Blend, a 4ª temporada está confirmada e em desenvolvimento:

“Em séries, temos a sorte de não termos que apressar a narrativa em apenas uma hora e meio ou duas horas. Nós podemos contar nossa história lentamente. Então, atualmente, enquanto o Dave [Filoni] está ocupado com o ‘Ahsoka’, eu estou desenvolvendo a quarta temporada de ‘O Mandaloriano’. Eu quero focar em alguns personagens e contar uma história mais pessoal nesse universo. Isso também me dá a oportunidade de introduzir personagens que ainda não fazem parte da mitologia.”

Uma prévia da terceira temporada foi exibida durante a Star Wars Celebration.

 

Obi Wan Kenobi – Trata-se de uma minissérie de 6 capítulos, (estreou no Disney Plus mundialmente no dia 27/05), e se passa 10 anos após “A Vingança dos Sith”, quando o General Kenobi (Ewan McGregor) se isolou em Tatooine para esconder o filho de Anakin do Imperador, Luke que agora vive com os tios.

Quando Ewan McGregor e Hayden Christensen (o intérprete de Anakin Skywalker que agora volta para a série de Obi-Wan) subiram ao palco principal da Star Wars Celebration em 26/05, os gritos da plateia foram ensurdecedores. Os fãs que lotavam a audiência não deixaram dúvidas a respeito do carinho que existe por aqueles dois atores. McGregor foi honesto: nem sempre foi fácil desse jeito. “Depois que fizemos a trilogia [prequela], começamos a sentir o amor que os fãs têm por esses filmes, embora esse amor tenha demorado um pouco para aparecer.” Falando ao site Collider, McGregor, falou sobre a possibilidade da série ter uma nova temporada: “No momento, só fizemos esses seis episódios. Foi tudo pensado e produzido como uma minissérie. Se der muito certo e a Disney ficar empolgada com a ideia de fazer mais uma… Eu amei fazer a série. Eu amei trabalhar com Deborah Chow. Eu amei trabalhar com a nova tecnologia. E eu achei que nossos roteiros eram muito bons. E eu sinto que a experiência de fazer tudo com a equipe tão apaixonada por isso [foi ótima]. Há tantos fãs de Star Wars trabalhando em projetos de Star Wars atualmente, são os que fazem a experiência ser empolgante. Então, eu estaria totalmente disposto a fazer mais. Mas, no momento, é uma vez só”.

A série tem tido recepção mista dos fãs, com muita empolgação de um lado, por ver Obi-Wan e Vader frente a frente novamente, e muita decepção de outro, por conta das diversas falhas de roteiro e direção, e pelas afrontas ao cânone estabelecido pela saga até então.

 

Andor A série é spin-off do filme Rogue One – Uma história Star Wars (2016), e é centrada no personagem rebelde Cassian Andor, novamente vivido pelo ator Diego Luna, alguns anos antes dos eventos de Rogue One. Falando à revista Vanity Fair em maio, Luna disse que a produção pode ser descrita como “a jornada de um migrante”. “O sentimento de ter que se mover está por trás da história, de um modo muito profundo e forte. Isso te molda enquanto pessoa. Te define em muitos sentidos e define o que você está disposto a fazer. A primeira temporada é sobre isso: como ele é realmente avesso à revolução, cínico, perdido e meio bagunçado”.

Após ter seu planeta destruído pelo Império, o cenário principal da temporada será, então, o planeta que ele adotou como casa, de onde ele observará a radicalização de perto e a expansão rápida do Império pela galáxia. Além de Cassian Andor, outro rosto conhecido do universo Star Wars, também mostrará as caras, a líder rebelde Mon Mothma (Genevieve O’Reilly), por exemplo, também está de volta. Segundo a reportagem, sua história se desenrolará paralelamente a de Cassian Andor, mas a expectativa é que elas se encontrem. Afinal, ele se torna em algum momento um agente essencial para a jornada dela. Ainda veremos Saw Guerrea (Forest Whitaker) e a atriz estreante Adria Arjona em um papel não revelado. A primeira temporada terá 12 episódios e irá estrear em 31 de Agosto de 2022 no Disney +. Sendo que a segunda temporada já foi confirmada durante a Star Wars Celebration, que exibiu o primeiro teaser da série.

 

The Book of Boba Fett – Série é um spin-off de Mandalorian, estreou no Disney Plus em 29 de dezembro de 2021. Após os eventos mostrados na 2ª temporada de Mandalorian, Boba Fett assume o controle e o cartel que era de Jabba, The Hutt no submundo do crime em Tatooine. A série teve reviews mistos entre os fãs, mas a principal impressão é de que ela não tem boa qualidade. E uma 2ª temporada não foi anunciada ainda e é uma grande dúvida, talvez justamente pela qualidade baixa da primeira.

O ator Temuera Morrison, que interpreta Boba, falou em um painel na Star Wars Celebration sobre o relacionamento entre Boba e Fennec, dizendo que encontraram algum tipo de paz em Tatooine após os eventos de The Book of Boba Fett, Morrison imaginou cenários futuros em que um deles fica para trás nas areias de Tatooine para gerenciar seus negócios no submundo, enquanto o outro decola aventuras: “Eu posso sair em aventuras porque eu cansei da areia, é claro. Então é aí que eu vejo isso indo. Ela fica na areia e eu saio em diferentes aventuras e reporto a ela de vez em quando. Então talvez ela possa ter uma chance e eu possa ficar em casa e mandá-la para o trabalho, e eu posso ficar preso na sala do trono cuidando de todos os negócios.”

 

ashoka Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquiaAhsoka – A aguardada série da personagem Ahsoka Tano, que surgiu no seriado animado The Clone Wars e ganhou sua (elogiada) versão live-action pela primeira vez em Mandalorian, continuará suas aventuras no seriado do Disney+, que contará com o retorno de outros queridos personagens da franquia. A atriz Rosario Dawson retorna como Ahsoka, em eventos que se passaram após a 2ª temporada de Mandalorian, na qual a ex-jedi e aprendiz de Anakin Skywalker está atrás do Almirante Thrawn. Foi confirmado que os peronsagens do seriado animado Star Wars Rebels, Sabine Wren e Hera Syndulla serão introduzidas ao live-action. Além disso, a aparição de Ezra Bridger foi indicada na série.

Por enquanto só existe a revelação que a atriz Liu Bordizzo viverá Sabine. O droide Chopper, também aparecerá na série. Ao que tudo indica, Ahsoka tentará responder o mistério do final do seriado Rebels, sobre o destino de Ezra Bridger… Dave Filoni, que dirigiu vários episódios da série que estrela a personagem criada por ele, disse que ele e sua equipe não poderiam desperdiçar a oportunidade de compartilhar algo que eles estão tão orgulhosos de fazer.

A atriz que vai interpretar Sabine subiu ao palco na SW Celebration, sob fortes aplausos e diz que parece que foi adotada por uma nova família. “Os fãs e equipe da série foram muito carinhosos em me receber”, diz com um sorriso largo no rosto. “Sei que Sabine significa muito para muita gente aqui e depois de ver Rebels, ela também significa para mim tbm e para o Dave. Vendo a série, vocês vão ficar felizes”,

Ahsoka, a nova série de Star Wars, chegará em algum momento de 2023 ao catálogo do Disney+.

 

Acolyte-300x158 Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquiaThe Acolyte – Durante a SW Celebration 2022, foi atualizado o painel de informações sobre a misteriosa série The Acolyte, sobre a ascensão do Lado Sombrio após o fim da era da Alta República. Segundo a showrunner Leslye Headland, a série mostrará o que aconteceu 100 anos antes de A Ameaça Fantasma, o Episódio I de Star Wars, e será uma espécie de “thriller misterioso ambientado em uma era aparentemente pacífica e próspera. Vamos olhar para os lados político, pessoal e espirituais que apareceram nesse período que não conhecemos tanto. Minha pergunta assistindo à Ameaça Fantasma sempre foi ‘como as coisas chegaram a esse ponto? Como um Lorde Sith se infiltrou no Senado e nenhum Jedi percebeu? O que deu errado?”.

Tratando-se de uma história na chamada Renascença, como a própria Headland descreveu, muita coisa era diferente. Por exemplo, muitos dos personagens ainda não eram nascidos — mas não só isso. “Os uniformes Jedi eram dourados e brancos, como se eles nunca se sujassem. Eles nunca estavam zanzando por aí. A ideia era que eles pudessem usar esses trajes por causa do quão pouco eles estavam se metendo em conflitos”.

Os vilões estavam em menor número. Eram essencialmente azarões.” Headland revelou que seguiu os conselhos de Jon Favreau e se voltou para as referências que George Lucas usou para criar Star Wars. “Fui em direção a filmes de artes marciais e narrativas que fossem mais pessoais, e menos globais ou galáticas”, explicou. “Aqueles guerreiros que estavam em missões profundamente pessoais, em que pessoas se sentem injustiçadas e precisam acertar as coisas”. Estão entre os exemplos que citou títulos como O Grande Mestre Beberrão e A Tocha de Zen. “Eles são monges que também são heróis de artes marciais”. Essa combinação faz sentido em The Acolyte, porque a série pretende investigar também a espiritualidade daquele período. Porque, para Headland, isso está na essência de Star Wars.

The Acolyte ainda não tem elenco escolhido, nem data de produção, portanto ainda é incerta a data de seu lançamento, que ocorrerá no Disney Plus em alguns anos.

 

skeleton-300x169 Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquiaStar Wars: Skeleton Crew – Durante a SW Celebration 2022, um novo projeto de série para o Disney Plus, foi revelado, trata-se de Star Wars: Skeleton Crew. A série terá como ator principal o britânico Jude Law ( A.I., Gattaca, Sherlock Holmes). A série tem Jon Watts (criador e showrunner), Christopher Ford, Jon Favreau e Dave Filoni como produtores executivos e previsão de lançamento no Disney+ para 2023. No anúncio também foi dito que as filmagens começarão em breve.

Jon Watts, que trabalhou na trilogia do Homem-Aranha, deu alguns detalhes sobre esta nova série. Segundo ele, a história acontecerá no mesmo período de outras duas séries de sucesso da Lucasfilm: The Mandalorian e O Livro de Boba Fett, após a queda do Império. A Vanity Fair havia revelado que a série seria inspirada nas aventuras clássicas de amadurecimento da Amblin (produtora de Steven Spielberg) dos anos 1980. O projeto foi chamado provisoriamente de Grammar Rodeo (referência a um episódio da animação Os Simpsons). Existe uma chamada de elenco para quatro atores de 11 ou 12 anos. Ao que parece a nova série  parece estar buscando atingir uma audiência mais jovem.

Em Skeleton Crew veremos um grupo de crianças que se veem perdidas pela galáxia e buscam desesperadamente o caminho para casa. Ainda não há detalhes sobre o papel de Law na trama.

Como as informações ainda são novas, não existem mais detalhes deste projeto.

 

Séries Animadas para TV:

SW: The Bad Batch – 2ª Temporada – série animada spin-off de Star Wars: Clone Wars, gira em torno de clones de elite experimentais do “Lote Ruim” (introduzidos originalmente em A Guerra dos Clones), à medida que encontram um meio de mudar a galáxia imediatamente após os eventos anteriores. Os membros do grupo – um esquadrão único que varia geneticamente de seus irmãos do Exército dos Clones – possui uma habilidade excepcional que os transforma em soldados práticos, extraordinários e formidáveis.

Série criada por Dave Filoni, cujos capítulos são dirigidos por Bras Rau, com roteiro supervisionado por Jennifer Corbett. Vozes de Dee Bradley Baker e Ming-Na Wen. Caiu na graça do público e durante a SW: Celebration, foi divulgado trailer da segunda temporada com a data de estreia para o dia 28 de setembro de 2022. Confira abaixo:

 

Star Wars: Visions – 2ª Temporada – A série é uma antologia criada em forma de curta de animação em animes japoneses tem James Waugh, Jacqui Lopez e Josh Rimes como produtores executivos e Kanako Shirasaki como produtora. A primeira temporada com 9 episódios fez muito sucesso pelo visual, mas atraiu muitas críticas por mostrar coisas que não casam com o canon de Star Wars (algo que só foi aceito porque a própria Visions não é canônica). A segunda temporada foi confirmada durante a SW: Celebration, com estreia para o primeiro semestre de 2023. Mais nenhuma informação foi divulgada.

 

Star Wars: Tales of the Jedi – Nova série animada, será uma antologia de curtas de animação que será lançada no Disney + no segundo semestre de 2022 (possivelmente entre setembro e novembro). A série é baseada nos quadrinhos de mesmo nome publicados pela Dark Horse. Dave Filoni, responsável por The Clone Wars, comanda o projeto. Os três primeiros episódios irão narrar a origem de Ahsoka Tano. Já os três episódios seguintes focarão no Conde Dookan. Qui-Gon Jinn será um dos personagens envolvidos com essas narrativas, e o ator Liam Neeson, que interpretou o personagem no SW: A Ameaça Fantasma – Episódio I, em 1999, foi confirmado como a voz do personagem que o fez famoso no universo Star Wars. Os fãs também poderão esperar a aparição de um jovem Yoda, e de Mace Windu, Anakin e Obi-Wan.

 

Star Wars: Young Jedi Adventures – Nova série animada, que será lançada em data a definir no segundo semestre de 2023 no Disney +. A produção focará em um grupo de jovens que estudam a Força para se tornarem Jedi e será ambientada durante a Era da Alta República, séculos antes dos acontecimentos de Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma (1999). Terá como pilares: compaixão, autodisciplina, trabalho em equipe, paciência e amizade. A produção será voltada para o público infantil e pré-adolescente.

 

Filmes para o cinema

A franquia Star Wars obviamente começou no cinema e lá estão toda as 3 trilogias mais as duas “Histórias SW ” que foram lançadas entre 1977 a 2019, arrecadando bilhões de dólares, mas desde que Mandalorian foi lançada pelo Disney +, a Lucasfilm tem priorizado agora as produções para a TV, com séries live actions e animações. Então fica a pergunta, será que a Lucasfilm desistiu dos filmes para o cinema? Teremos uma nova trilogia?

Para responder isto, a atual Presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, explicou o futuro dos filmes de cinema de Star Wars, dizendo que histórias ambientadas após a Nova Trilogia estão a caminho. Em uma entrevista com a Empire, Kennedy contou o que as novas adições estão preparando para o público.

“Estamos indo além das sequências existentes enquanto olhamos para o nosso espaço cinematográfico. A era da Nova Trilogia é sobre o que falamos muito em termos de para onde estamos indo com nossos filmes, e quanto ainda iremos além disso. Esse é o espaço em que estamos nos concentrando”. Ela deu atualizações sobre como andam os projetos anunciados para o cinema anteriormente:

O novo filme dirigido por Taika Waititi (sem título): Kathleen Kennedy confirmou em entrevista ao GamesRadar que o próximo longa-metragem de Star Wars a chegar aos cinemas será dirigido por Taika Waititi (Thor – Ragnarok) – e que a ideia é lançá-lo no final de 2023: “Não é só 2023, mas os últimos meses de 2023. Não acertamos totalmente a data de estreia ainda”, comentou. Sem muitas informações no momento sobre a produção que será lançada no ano que vem, o filme está sendo escrito pelo próprio Taika Waititi junto com Krysty Wilson-Cairns (A noite Passada em Soho, 1917). Mesmo assim, o cineasta já disse anteriormente que está animado pois está colocando o seu próprio estilo na obra. Em entrevista à revista Total Film, no dia 14/06, Waititi revelou que está indo na contramão dessa onda de nostalgia pelos antigos personagens.“Olha, eu acho que, para o universo Star Wars se expandir, ele precisa realmente se expandir. Eu não acho que sirvo para alguma coisa em Star Wars se meu filme for só ‘oh, olha só, o projeto original da Millenium Falcon’ ou ‘ah, essa é a avó do Chewbacca'”, brincou ele. O cineasta esclareceu que gosta dos projetos de Star Wars que exploram o passado e futuro dos personagens clássicos, mas acrescentou: “Eu gostaria de fazer algo novo, criar novos personagens e expandir este mundo. Eu não quero contar uma história pequena dentro de uma história grande”.

A nova trilogia de Rian Johnson: Kathleen Kennedy informou que o projeto não está parado: “Rian teve um sucesso tão gigantesco com Facas e Segredos que ele está muito comprometido em tentar terminá-lo. Então vai demorar”, disse Kennedy. “Como você sabe, temos que trabalhar com três, cinco anos de antecedência no que estamos fazendo. Então é nesse ponto que está”. Anunciado primeiramente em 2017, o filme até o momento não recebeu novas atualizações, mas o projeto foi paralisado originalmente mais por conta da reação adversa ao Episódio VIII dirigido por ele do que pela produção de Facas e Segredos.

Rogue Squadron – O filme sobre o famoso esquadrão da Aliança Rebelde, que estava atachado a diretora Patty Jenkins (do ótimo Mulher Maravilha e da sequência ruim), foi adiado por tempo indeterminado, mas não cancelado. O filme que está sendo escrito pelo roteirista Matthew Robinson (O Primeiro Mentiroso) era previsto para estreia em dezembro de 2023, mas foi tirado do calendário devido a diferenças criativas da diretora Jenkins com a Lucasfilm (boatos dizem que o “fracasso” do segundo filme da Mulher Maravilha também pesou). Também não existe certeza se Jenkins realmente deixou a produção.

Filme de Kevin Feige (Marvel) (sem título). Segundo Kennedy: “Adoraria ver que filme ele criaria, mas agora não há nada específico”. Com estas palavras ela pode indicar que talvez o filme a muito tempo anunciado e esperado pelos fãs… talvez nem seja feito! Aguardamos novas notícias.

Han Solo: Em entrevista à Revista Empire, Kathleen Kennedy, admitiu que fazer um filme de Han Solo sem Harrison Ford foi um erro. Lançado em 2018, Han Solo: Uma História Star Wars foi um dos filmes mais criticados da franquia, além de fazer uma bilheteria bem abaixo do esperado, aliás, podendo se considerar um fracasso de bilheterias, na primeira vez que isto aconteceu na história da franquia: “Deve haver momentos ao longo do caminho em que você aprende coisas. Agora está abundantemente claro que não podemos fazer isso. Solo certamente pode ter sido um momento de aprendizado. Algumas pessoas falaram sobre como, bem, talvez Solo devesse ter sido um programa de TV. Mas mesmo fazendo Solo como um programa de TV sem Harrison Ford como Han Solo…”

 

Outros projetos da Lucasfilm fora do Universo Star Wars, como a vindoura série baseada no seriado Willow – A Terra da Magia e o quinto filme do Indiana Jones, serão informados em breve. Aguardem!!!

printfriendly-pdf-email-button-notext Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquia
The following two tabs change content below.
AvatarBlogger-150x150 Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquia

Maxiverso

A equipe do Maxiverso é composta de redatores e escritores especialistas em diversas áreas, de modo que as notícias postadas serão sempre redigidas e revisadas pelos membros mais qualificados de nosso time.

14 thoughts on “Star Wars Celebration 2022: As grandes novidades do futuro da franquia

  1. Enquanto a Ketlin Kenedy continuar na Lucasfilm, tudo vai ser visualmente épico, mas com roteiro vagabundo.

  2. finalzinho mixuruca de Obi-Wan, mas no Facebook vc vê os fãs nutelinha tudo dizendo qeu foi fantástico, épico, bla bla bla

  3. só consigo ter medo de tudo o que a Disney vai lançar… eles so tem feito bobagem… tirando uma ou outra exceção

  4. agora que a série do Obi-Wan acabou, podemos dizer sem duvidas que foi uma producao média, um roteiro péssimo, uma direção horrível e uma nostalgia excelente?

  5. ótimo resumo, muito material pra sair… pena que a Rainha Louca da Disney continuará presidindo a Lucasfilm

  6. SW —-> Disney
    O que esperávamos: Nova Ordem Jedi, Mara Jade, Luke fodão, clones do Palpatine, trilogia de Trawn…
    O que recebemos: Ruim Johnson, Luke quebrado, Obi-Wan quebrado encontrando Leia e Vader antes da hora, canon desrespeitado, Boba Fett redimido, filme do Han Solo com outro ator, série do Cassian Andor (!)…
    Única coisa boa até hj da Disney: Luke e Yodinha na série do Mando…

    1. recebemos tb um neto chorão do Vader e um Luke que quase assassinou o sobrinho… e de bom a própria série Mandalorian

    2. Esperar que no futuro próximo , esta franquia retorne com uma administração melhor…

  7. Namoral a série do Obi-Wan não é tão ruim assim tb… tem muitos problemas, mas não é esse lixo todo que tão falando não

  8. depois da Disney:
    Ep 7 – Bom
    Ep 8 – Ruim
    Ep 9 – Péssimo
    Solo – Ruim
    Rogue One – Bom
    Bad Batch – Bom
    Rebels – Bom
    Mandalorian – Bom
    Boba Fett – Ruim
    Obi-Wan – Ruim (se contar a quebra de canon pode ir pro Péssimo)

    é… não anima muito pra esse futuro da Kennedy não…

    1. se até a KK admite que o filme do Solo foi um erro, pode mudar ele ali pra péssimo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.